O monitor Nelson, de Macatuba, envia texto sobre sua cidade.

Foto: Coreto da Praça Santo Antônio

Macatuba está localizada na região centro-oeste do estado de São Paulo às margens do Rio Tietê, distante 310 km da capital e com o bioma original composto pelo Cerrado e Mata Atlântica. Seu território tem uma área de 226,18km², sendo a maioria formada pela zona rural.


O perímetro urbano tem mais de 90% de vias pavimentadas e está coberto em sua totalidade pelas redes de água e esgoto. Macatuba chama a atenção por sua arborização, a limpeza de suas ruas, a conservação dos prédios públicos e as várias praças distribuídas por toda a cidade.

Segundo projeção da Fundação Seade, para o ano de 2009, a população estimada do município é de 17.899 habitantes e o PIB per capita apurado pelo IBGE em 2006 foi de 38.462 reais.

As principais atividades econômicas estão ligadas à produção de álcool e açúcar, responsáveis pela geração de vários postos trabalhos diretos e indiretos. Além de uma grande produção agrícola de cana-de-açúcar, o município abriga uma grande usina do setor. Para ter uma dimensão da importância da cana-de-açúcar na economia local, basta saber que, segundo o IBGE, em 2007 foram produzidas 1.402.200 toneladas.

A economia local conta, também, com uma forte expansão do setor têxtil ocorrida nos últimos anos. Ainda existem diversas empresas nos setores de alimentos, produtos químicos, máquinas, móveis, dentre outros.

História
O município de Macatuba é originado do povoado de Santo Antonio do Tanquinho, criado por volta de 1900, quando pequenos lavradores fixaram suas residências umas próximas às outras. O nome do povoado é uma homenagem ao santo de maior devoção dos primeiros habitantes e faz alusão aos vários tanques que existiam no povoado.

Foto: Vista aérea da cidade (Divulgação)

Durante as edificações da época, reservaram o centro do povoado para as corridas de cavalos e, nas proximidades, surgiram pequenos prédios comerciais. A pista de corrida localizava-se próxima da atual Rua São Paulo.

Com o aumento das famílias que fixaram residência naquele povoado, em 1912 foi elevado à condição Distrito de Paz – pertencente a Ubirama, através da Lei Estadual nº. 1.337, de 7 de dezembro daquele ano, recebendo o nome de Bocayuva, em homenagem ao Senador Quintino Bocayuva.

A Lei Estadual nº. 1.975, de 1º de outubro de 1924 elevou o então distrito a município, com o desmembramento de terras de Ubirama, atual Lençóis Paulista; com a denominação de Bocaiúva. Contudo a sua instalação ocorreu somente em 1º de fevereiro de 1925, sendo esta a data de sua emancipação política.

Foto: Vista da Praça Santo Antônio (Divulgação)

A denominação Macatuba, de origem indígena, foi instituída anos mais tarde pelo Decreto-Lei Estadual nº. 14.334, de 30 de novembro de 1944. Em tupi-guarani, macatyba significa abundância de macás, uma espécie de palmeira nativa da região.

Os Fundadores
Foram seus fundadores: José Jacinto Soares de Macedo, Benedito Domingues Maciel, Eugênio Sabóia, Joaquim Franco da Rocha, João Batista Daré, Joaquim Antonio Azevedo, José Antonio de Moura, Luiz Antonio de Godoy, Francisco Fantini e Alexandre de Góes. Esses doavam as outras famílias a importância de cento e cinqüenta mil réis, para cobertura das despesas de cada pessoa.



Brasão do Município – Macatuba


Exibir mapa ampliado

Usando texto do Portal de Macatuba.

Compartilhe!
Tagged with:  

Um comentário Monitor envia texto sobre Macatuba

  1. helena disse:

    muito linda eu gosto de ir na praça

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *