(12/03/06 – Estadão) O governo brasileiro poderá adiar por mais algum tempo a escolha do padrão de TV Digital que será usado no Brasil. O adiamento faria parte de uma tentativa de convencer europeus a oferecerem mais pela escolha do seu padrão. Há alguns dias, a escolha do padrão japonês parecia levar vantagem, mas isso ainda não se confirmou.

O que o governo quer é a instalação de uma fábrica de semicondutores no Brasil como contrapartida para a escolha de um ou outro padrão. Mas, até agora, nem japoneses nem europeus se comprometeram com isso.

A Smart Modular Technologies já inaugurou uma fábrica no País que faz o processo final do desenvolvimento de circuitos integrados.

O governo havia prometido a TV Digital para este ano e já sinalizou que o padrão japonês ISDB-T é o mais cotado. Os japoneses ofereceram financiamentos de US$ 500 milhões para as emissoras de televisão realizerem a transição do analógico para o digital. Elas se comprometeriam em adotar componentes japoneses nos aparelhos de transmissão do sinal digital.

O padrão europeu é o DVB-T e o americano, o ATSC. Há também um projeto de um sistema brasileiro. Ele foi apelidado de Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTVD).

Os sites oficiais do governo têm notícias sobre o assunto. Entre eles está o da Radiobrás, do Ministério de Ciência e Tecnologia e da Anatel. A TV Digital permite uma interação do telespectador com os programas de televisão, além de poderem comprar os produtos anunciados diretamente do aparelho. Com o sistema, a televisão também pode ser usada para navegar na internet.

A TV Digital também possibilitará a existência de mais canais e as imagens terão qualidade bem superior, desde que o aparelho de TV tenha alta resolução.

O site Projeto Brasil diz que o padrão europeu é mais flexível e a página da Teleco explica o que é a TV Digital.

Três blogs na internet discutem o assunto da escolha do padrão de modulação. São: o IrrealTv, o Meio Bit e o blog de Alexandre Sena.

O site do Projeto Software Livre critica o governo brasileiro de excluir a sociedade civil do debate em relação à TV Digital.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *