Hoje recebi um e-mail muito bom que transcrevo abaixo. Para quem se interessa pelo tema e tem criança pequena a Secretaria de Participação e Parceria do município de São Paulo desenvolveu um jogo muito interessante, sobre ações afirmativas voltado para a comunidade negra (Coordenadoria Especial de Assuntos da População Negra).

Foto do Jogo

Para pedir o jogo escreva para participacaoeparceria@prefeitura.sp.gov.br. Segue a mensagem que recebi:
Assunto: Atitude dígna!

A seguinte cena aconteceu em um vôo entre Johannesburgo (África do Sul) e Londres.
Uma mulher branca, de aproximadamente 50 anos, chegou ao seu lugar na classe econômica e viu que estava ao lado de um passageiro negro. Visivelmente perturbada, chamou a comissária de bordo.
“Qual o problema, senhora”?, perguntou a comissária.
“Não está vendo? – respondeu a senhora – “Vocês me colocaram ao lado de um negro. Não posso ficar aqui. Você precisa me dar outra cadeira”.
“Por favor, acalme-se – disse a aeromoça – “Infelizmente, todos os lugares estão ocupados. Porém, vou ver se ainda temos algum disponível”.
A comissária se afasta e volta alguns minutos depois.
“Senhora, como eu disse, não há nenhum outro lugar livre na classe econômica. Falei com o comandante e ele confirmou que não temos mais nenhum lugar, mesmo. Temos apenas um lugar na primeira classe”.
E antes que a mulher fizesse algum comentário, a comissária continua:
“Veja, é incomum que a nossa companhia permita à um passageiro da classe econômica se assentar na primeira classe. Porém, tendo em vista as circunstâncias, o comandante pensa que seria escandaloso obrigar um passageiro a viajar ao lado de uma pessoa desagradável”.
E, dirigindo-se ao senhor negro, a comissária prosseguiu:
“Portanto, senhor, caso queira, por favor, pegue a sua bagagem de mão, pois reservamos para o senhor um lugar na primeira classe…”
E todos os passageiros próximos, que, estupefatos, assistiam à cena, começaram a aplaudir, alguns de pé.
Se você é contra o racismo, envie esta mensagem aos seus amigos, mas não a delete sem ter mandado pelo menos a uma pessoa.”

“O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons.”
(Martin Luther King)

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *