(06/04/06) O trabalhador brasileiro vai poder comparar seu salário e suas condições de trabalho com profissionais de outras regiões do país e, no futuro, com dados de trabalhadores de 17 países.

O endereço eletrônico www.meusalario.org.br, lançado ontem pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos), como parte das comemorações de 50 anos da entidade, vai permitir essa comparação.

O site faz parte do projeto “Meu Salário”, coordenado pela Fundação Wage Indicator, com apoio de duas universidades holandesas –o Instituto de Estudos Avançados sobre o Trabalho de Amsterdã e a Escola de Administração de Roterdã.

O trabalhador que visitar o site pode responder a um questionário, que servirá como fonte de dados para estudos sobre o mercado de trabalho. “Nosso objetivo é reunir informações que possam servir de subsídio aos sindicatos brasileiros e de outros países [onde o site está em funcionamento” > para permitir uma ação em conjunto que possa aumentar os direitos dos trabalhadores”, diz Clemente Ganz Lucio, diretor técnico do Dieese. “No caso das multinacionais, por exemplo, pode haver um intercâmbio de informações que facilite as negociações.”

Paulien Osse, diretora da Fundação Wage Indicator, diz que o projeto nasceu em 2000 na Holanda para comparar salários de homens e mulheres e hoje reúne informações sobre 8.000 ocupações nos 17 países que se integraram ao “Meu Salário”.

“Estamos em negociação até com a China”, diz a diretora. “A participação do Brasil nos ajudará a entender e pesquisar principalmente o mercado informal de trabalho.”

Claudia Rolli, da Folha de S. Paulo

Compartilhe!
Tagged with:  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *