de uma amiga de serviço que, pra tudo que a gente ia comer, ela falava: “me dá um pedacinho!” A gente tinha que comer escondido dela! Aí eu resolvi lhe pregar uma peça.

Comprei numa loja de produtos para mágica um chiclete que mancha a boca. Como eu sabia que ela iria pedir, dei o ciclete e, com a maior rapidez, ela colocou na boca.

Conclusão: ficou com a língua toda azul, foi muito engraçado! Hoje ela não pede mais nada para mim. Velhos tempos, quantas saudades.

Autora: Meire M. B. Brunelli, 48 anos, de seu trabalho, no centro de Ribeirão Preto.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *