que a muitos anos, quando ainda pequena as minhas brincadeiras eram perigosas, eu rolava dentro de um tambor de morro a baixo ou dentro de um peneu de carro e muitas outras vezes me pendurava em um cipo e me jogava em um penhasco por cima de um rio.

Os meus pais não sabiam de nada, creio que realmente existe um anjo que guarda as crianças porque as fraturas apareceram e aconteceram so depois de adulta. Bem que poderia o mesmo anjo continuar quardando a gente porque muitos acidentes são imprudência mas outros são fatalidades como no caso dos ultimos acontecimentos aéreo que aconteceram no Brasil…

Me lembro tambem de quando eu aprendi andar de bicicleta, ela era muito grande para mim eu colocava a perna dentro do quadro e decia por uma estrada de pedreira a ponto de me arrebentar nas pedras. Mas aprendi, não imaginava que depois de adulta este aprendisado ia me servir para andar de moto.

Outra coisa que me lembro bem é que nunca consequi subir em um cavalo e até hoje tenho medo. Continuo morando no sitio, mas não passo nem perto de um cavalo.

Autora: Meire da Silva, 47 anos, do posto AcessaSP de Iepê

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *