(14/03/07 – Artigo AcessaSP) Há polêmicas nas conversas sobre segurança na navegação na internet. Alguns reclamam que falar desse tema é reforçar a idéia de uma “internet do medo”. Outros fazem pouco do meu zelo para evitar vírus, duvidando da malícia destas pragas virtuais.

A internet é relativamente recente na nossa vida, e a forma como nos relacionamos com ela e por meio dela ainda está se construindo. Não é demais lembrar que só 8 entre cada 100 mil habitantes no Brasil usam a rede. Isso quer dizer que há uma multidão enorme que terá seu primeiro contato com somente nos próximos anos.

Essas pessoas não chegarão à internet completamente desavisadas: a TV fala sobre o tema, os colegas, jornais, revistas. Enfim, mesmo quem não é usuário escuta os elogios e as histórias bizarras de quem já usa estas ferramentas no seu cotidiano.

Existem mitos, existem lendas, mas há também surpresas desagradáveis que chegam pelos nossos correios eletrônicos: vírus, pornografia, uma enormidade de mensagens indesejadas. Elas não surgem do nada.

A internet, além de canal para os grupos colaborativos e solidários, é veículo para gente má intencionada, que deseja roubar senhas bancárias ou mostrar como é poderosa, inutilizando máquinas alheias.

Da mesma maneira, é na interação humana que surgem as fofocas, as difamações, os assédios desagradáveis na rede. As máquinas não fazem essas coisas sozinhas, elas simplesmente atendem os desejos das pessoas que as operam.

Navegar despreocupado, sem nenhuma suspeita antes de clicar num link que chegou numa mensagem que não sabemos de onde veio, ou dar conversa mole para um desconhecido na sala de bate-papo, é um comportamento de risco, e mostra uma inocência desnecessária frente ao que já sabemos sobre a internet. Curiosidade é um valor que podemos e devemos incentivar nos novos internautas. Ingenuidade é outra coisa…

Lilian Starobinas, pesquisadora do Lidec – Escola do Futuro da USP

Compartilhe!
Tagged with:  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *