dos meus 16 e 17 anos. Uma amiga minha gostava muito de mim, porém, o que a dedicava eram simples sorrisos e a amizade, nada mais.

Ela queria mais do que isso, ela queria se dar por completo a mim, eu porém, gostava de outra menina, o que me fazia não aceitá-la como tal.

Certa vez fiquei sabendo que ela iria embora por minha causa, pois se não pudesse ficar comigo seu mundo acabaria e não teria mais sentido algum.

Pois é, ela foi-se embora e nunca mais voltou. Não pudia eu fazer nada, pois meu coração corria para outra direção, para outra pessoa, o que eu não sabia é que mais tarde eu estaria atrás dela, mas era tarde demais, se quer soube onde ela estava.

Nunca mais fiquei sabendo dela, hoje, se penso nela, me envergonho por ter perdido uma grande paixão, pois aquela menina me amava, não tenho dúvida nenhuma, até porque, acabei descobrindo, depois, que também a amava.
Snif…

Autor: Rúben Augusto Barnabé, 23 anos, de São Mateus (São Paulo-SP)

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *