(23/03/07 – Info) Embora o volume de spam seja muito alto, as mensagens indesejadas de base pornô estão em franco declínio. Saiba por quê.

A revelação foi feita pela Symantec num relatório chamado “The State of Spam: A Monthly Report – February 2007”. Segundo a empresa, de todas as mensagens bloqueadas pelos seus programas em janeiro, somente 3% pertenciam à categoria spam adulto. Ou seja, pornô, anúncios de relacionamento e afins.

As categorias com maior número de mensagens são cuidados com a saúde, com 48% do spam, serviços financeiros (21%) e serviços de internet (15%). Do total, 8% dos e-mails eram tentativas de fraude, como os phishings.

Conforme a Symantec, o spam adulto atingiu em janeiro deste ano o patamar mais baixo já registrado. Vale notar que em julho do ano passado o mesmo fenômeno foi detectado em outra pesquisa. A empresa Commtouch apontava que a maioria do spam naquele mês já vinha de produtos e serviços orientados para a saúde, seguidos pelos serviços financeiros.

Outra empresa de segurança, a Clearswift, já apontava a mesma tendência, em meados de 2005. Naquele momento, a empresa dizia que as mensagens de spam nessa categoria representavam um quarto do que haviam sido dois anos antes.

Para a Clearswift, os spammers notaram que as mensagens com motivo pornô não surtiam efeito. “Mesmo os filtros de spam mais básicos são capazes de detectar imagens sexuais. Mas é muito mais fácil disfarçar o spam vendendo produtos para cuidar da saúde como se fossem e-mails legítimos”, diz Alyn Hockey, diretor de pesquisa da empresa.

Por Carlos Machado, da
INFO

Compartilhe!
Tagged with:  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *