(12/03/07) O projeto de colaboração online responsável pela Wikipedia planeja criar um serviço de busca capaz de concorrer contra o Google e o Yahoo, revelou nesta quinta-feira, 8, o fundador da popular enciclopédia online.

A Wikia, a contraparte comercial da Wikipedia, que não tem fins lucrativos, quer conquistar participação de pelo menos 5% no lucrativo mercado de buscas na internet, disse Jimmy Wales em entrevista coletiva, em Tóquio. “A idéia de que o Google tem alguma vantagem porque eles dispõem de cientistas de primeira qualidade talvez tenha se tornado um pouco antiga, agora”, afirmou.

Descrevendo as duas empresas de internet como “caixas pretas” que se recusam a revelar como classificam os resultados de busca. Wales disse que tecnologia colaborativa de busca poderia transformar a estrutura de poder da web.

Wales, antigo operador de mercado futuro que se tornou um expoente da tecnologia livremente compartilhada, disse que os usuários poderiam trabalhar juntos para melhorar os serviços de busca da mesma forma que os usuários da Wikipedia alteram e reescrevem artigos na grande enciclopédia online.

O processo de melhora constante também poderia tornar a tecnologia de busca menos suscetível a spam, disse ele.

Fundada em 2004 e contando agora com mais de 30 funcionários, a Wikia hospeda a publicação coletiva de sites sobre ampla gama de assuntos, de psicologia ao Muppet Show.

Embora a Wikia forneça ferramentas editoriais gratuitamente aos seus usuários, a empresa requer que sites construídos com seus recursos ofereçam links ao Wikia.com, que fatura com publicidade.

Usando o mesmo software básico que a Wikipedia, a Wikia provavelmente terá mais verbetes do que sua contraparte original, no futuro, disse Wales.

Ao contrário da Wikipedia, boa parte do conteúdo da Wikia se dirige a nichos de mercado – o que agrada muito a leitores obcecados com temas como os filmes Guerra nas Estrelas ou trens.

A Wikipedia tem no momento 1,7 milhão de verbetes em sua versão em inglês, de acordo com o site da enciclopédia. Embora Wales se tenha recusado a mencionar metas financeiras, ele disse que a empresa recebeu US$ 4 milhões em investimento pelos chamados “anjos” (empresários que investem em empresas iniciantes para começarem a funcionar), bem como “um investimento muito grande” da Amazon.

Da Reuters

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *