(13/04/07) O webdesigner e escritor Joshua Porter compartilha algumas das lições que ele aprendeu sobre escrever um blog, para encorajar aqueles que ainda estão em dúvida se devem manter um ou não.

Afinal de contas, quem é que nunca se perguntou por que publicar as coisas que lhe passam pela cabeça, se já tem tanta gente que faz isso? Ou mesmo já pensou que não tem nada de interessante para dizer ao mundo?

Os pequenos conselhos de Joshua, se não necessariamente convencem alguém a dar início à sua jornada no mundo dos blogs – febre na web atual – ao menos oferecem respostas interessantes a essas e outras tantas dúvidas que acometem os blogueiros em potencial, para usar o termo do webdesigner.

1. É só um medo inicial.

2. Você tem algo valioso a dizer.

3. Quando estiver em dúvida, poste.

4. Use os comentários para refinar seu ponto de vista

5. Tudo é beta.

6. Tenha uma sacada

7. Não precisa escrever certinho.

8. Mostre seus melhores momentos

9. As pessoas estão ouvindo.

Retirado do Techsoup. Tradução: Marina Iemini Atoji, da equipe de conteúdo do portal AcessaSP

Compartilhe!

6. Tenha uma sacada
Escrevo sobre muitas e muitas coisas aqui no Bokardo, mas minha sacada é que eu escrevo sobre design social. Por que é isso? Bom, me ajuda a manter o foco para o blog, a manter os posts indo para uma direção geral.

Essa variedade amplia minha habilidade de descobrir sobre o que escrever, porque eu tenho um ponto de referência. Antes de eu ter um foco claro eu costumava enrolar quando não conseguia decidir sobre o que escrever. Terminava com um blog muito menos focado e posts mais pobres por causa disso.

Um conselho, porém: você realmente precisa acreditar na sua sacada. Você tem que pensar que o assunto é importante e ter paixão por ele. Você pode ainda assim desviar do assunto, como estou fazendo neste artigo, e tudo bem. É muito mais fácil escrever exceções à regra do que não ter uma regra desde o início.

Então fixe seu ponto de referência, e tenha uma sacada: não só vai tornar a escrita mais fácil, mas você também terá outras pessoas pensando sobre seu blog nos termos dele. É um tipo de padrão, nesse sentido.

1. É só um medo inicial.

2. Você tem algo valioso a dizer.

3. Quando estiver em dúvida, poste.

4. Use os comentários para refinar seu ponto de vista

5. Tudo é beta.

6. Tenha uma sacada

7. Não precisa escrever certinho.

8. Mostre seus melhores momentos

9. As pessoas estão ouvindo.

Retirado do Techsoup. Tradução: Marina Iemini Atoji, da equipe de conteúdo do portal AcessaSP

Compartilhe!

7. Não precisa escrever certinho.
As pessoas não ligam muito se você escreve em sentenças completas, usa a gramática correta ou é revisado. É muito mais visceral e rápido que isso.

Elas se importam com idéias. Você está adicionando novas idéias no meio? Você está dizendo a eles algo que sabem mas não articularam ou não pensaram sobre ainda?

Se você gasta muito tempo blogando, esteja certo de que o faz com clareza, assim toda palavra será compreensível e suas idéias serão claras. Note que neste post eu estou sendo bem enxuto; fica claro sobre o que eu estou falando.

Não é sempre fácil, e requer prática e tempo. Não deixe posts simples te enganarem: esse é o objetivo.

1. É só um medo inicial.

2. Você tem algo valioso a dizer.

3.Quando estiver em dúvida, poste.

4. Use os comentários para refinar seu ponto de vista

5. Tudo é beta.

6. Tenha uma sacada

7. Não precisa escrever certinho.

8. Mostre seus melhores momentos

9. As pessoas estão ouvindo.

Retirado do Techsoup. Tradução: Marina Iemini Atoji, da equipe de conteúdo do portal AcessaSP

Compartilhe!

8. Mostre seus melhores momentos
Um lição tática que eu aprendi de from Brian Clark, que escreve no altamente recomendável CopyBlogger. Crie um módulo de melhores momentos para seu blog e o coloque em todas as páginas. Isso será um alvo instantâneo para novos leitores que serão direcionados ao seu melhor conteúdo.

Também ajudará a lembrar leitores regulares o que você disse no passado e ajudá-los a pensar seu blog nesses termos. E se você está apenas começando, coloque todos os seus posts lá. Você pode facilmente tirá-los conforme os novos melhores momentos são promovidos.

1. É só um medo inicial.

2. Você tem algo valioso a dizer.

3.Quando estiver em dúvida, poste.

4. Use os comentários para refinar seu ponto de vista

5. Tudo é beta.

6. Tenha uma sacada

7. Não precisa escrever certinho.

8. Mostre seus melhores momentos

9. As pessoas estão ouvindo.

Retirado do Techsoup. Tradução: Marina Iemini Atoji, da equipe de conteúdo do portal AcessaSP

Compartilhe!

3. Quando estiver em dúvida, poste.
Continuo contando a mesma história aos blogueiros em potencial. Algumas semanas atrás eu estava trabalhando em um post para o Bokardo e não estava indo bem… Eu não conseguia materializar o que queria dizer.

Então eu olhei em volta, percebi que eu não havia postado os Cinco Princípios para fazer Design para de minha página “Sobre”, e simplesmente o fiz. Agora é a partir desse post que muitas pessoas reconhecem meu blog porque, de algum modo, um dos cinco princípios os sensibilizou.

Eu não previ isso, e não acho que deveria tê-lo feito. Então, quando estiver em dúvida, poste. Você sempre pode apagar, se precisar.

1. É só um medo inicial.

2. Você tem algo valioso a dizer.

3. Quando estiver em dúvida, poste.

4. Use os comentários para refinar seu ponto de vista

5. Tudo é beta.

6. Tenha uma sacada

7. Não precisa escrever certinho.

8. Mostre seus melhores momentos

9. As pessoas estão ouvindo.

Retirado do Techsoup. Tradução: Marina Iemini Atoji, da equipe de conteúdo do portal AcessaSP

Compartilhe!

4. Use os comentários para refinar seu ponto.
Muitas e muitas vezes sua postagem não será clara como um cristal. Alguém irá ler e deixar um comentário dizendo isso. Quando alguém faz isso, quando elas usam um tempinho de seus dias cheios para ler o que você disse e responder a isso, ENCARE COMO UM PRESENTE.

Sempre se lembre de que essas pessoas estão certas! Elas são seus leitores, emntão se algo não está claro para elas, então provavelmente não está claro para outros que ainda não leram ou não têm tempo para deixar comentários. Então você tem que usar o tempo para voltar e tornar seu ponto de vista claro.

O que quer que você faça, não discuta com eles, e não diga que eles não entenderam a mensagem. Deixe-os saber que você os está ouvindo e tente esclarecer o que você quis dizer. E se for uma mudança relativamente grande, esteja certo de voltar e mudar seu post original para refletir sobre aquilo, então os leitores que entrarem pegarão seu mais atualizado pensamento.

1. É só um medo inicial.

2. Você tem algo valioso a dizer.

3.Quando estiver em dúvida, poste.

4. Use os comentários para refinar seu ponto de vista

5. Tudo é beta.

6. Tenha uma sacada

7. Não precisa escrever certinho.

8. Mostre seus melhores momentos

9. As pessoas estão ouvindo.

Retirado do Techsoup. Tradução: Marina Iemini Atoji, da equipe de conteúdo do portal AcessaSP

Compartilhe!

5. Tudo é beta.
Minha teoria para o Bokardo é que tudo é beta. Isso permite que eu pare de me preocupar em publicar tudo finalizado, com todos os pedaços certinhos para tocar fogo no mundo.

Se meu blog é meu beta (o blog em si não é beta… os pensamentos é que são beta), então ele se torna um lugar para testar idéias e refina-las. Depois de fazer isso, eu republico as melhores idéias em algum outro lugar, em uma conversa, em um artigo no UIEtips, ou em um artigo em uma revista online.

Alguns posts irão para o topo e terão poder maior, como meus toques no Del.icio.us Lesson, mas a grande maioria não. Então não se preocupe se sua escrita é beta… isso é perfeitamente normal.

1. É só um medo inicial.

2. Você tem algo valioso a dizer.

3.Quando estiver em dúvida, poste.

4. Use os comentários para refinar seu ponto de vista

5. Tudo é beta.

6. Tenha uma sacada

7. Não precisa escrever certinho.

8. Mostre seus melhores momentos

9. As pessoas estão ouvindo.

Retirado do Techsoup. Tradução: Marina Iemini Atoji, da equipe de conteúdo do portal AcessaSP

Compartilhe!

2. Você tem algo valioso a dizer.
Um dos maiores problemas é que algumas pessoas não acham que têm qualquer coisa útil para dizer. Elas pensam: “Veja toda a incrível quantidade de textos e informação que já existe. O que é que eu poderia somar a isso?” Ironicamente, são essas pessoas que provavelmente têm boas coisas a dizer, mas estão preocupadas se vão conseguir dizê-las bem ou do jeito certo.

Essas são as pessoas que ligam para o que dizem e sabem que as palavras têm um tremendo poder. Consideram que o ato de escrever é um ato de conversação, ao contrário de outros que o vêem como uma forma de fazer dinheiro ou de promover algo.

Nós precisamos que essas pessoas reconheçam que têm mesmo algo bacana para dizer, e que a blogosfera seria melhor, e não pior, com a contribuição delas.

Eu me lembro da vez em que conheci Paul Rademacher, criador do HousingMaps (antes do Google ter um API!) e ouvir da boca dele sua história. Ele não achava que tinha algo a falar. Eu não pude acreditar!

Ali estava um cara que tinha criado uma ferramenta superlegal durante o tempo livre enquanto trabalhava como engenheiro de animação da Dreamworks, e ele não achava que ninguém iria querer ouvir o que ele tinha a dizer. Bem, é desse tipo de pensamento diferenciado que precisamos!

Depois que o conheci, continuei pensando quantos mais como ele estão em silêncio na blogosfera.

1. É só um medo inicial.

2. Você tem algo valioso a dizer.

3.Quando estiver em dúvida, poste.

4. Use os comentários para refinar seu ponto de vista

5. Tudo é beta.

6. Tenha uma sacada

7. Não precisa escrever certinho.

8. Mostre seus melhores momentos

9. As pessoas estão ouvindo.

Retirado do Techsoup. Tradução: Marina Iemini Atoji, da equipe de conteúdo do portal AcessaSP

Compartilhe!

1. É só um medo inicial.
O problema com blogar não é apenas a parte da escrita. É também a coisa de “se colocar à vista de todos”. Muitos blogueiros em potencial que conheci não blogam porque eles não se sentem confortáveis em atirar-se à cova dos leões, em colocar suas idéias no mundo lá fora, para que todos possam ver.

Uma vez que faz isso, é claro que você se expõe às críticas, e Deus sabe que você recebe algumas! Mas também ganha coragem, e algumas pessoas vão realmente vibrar com o que você diz. A partir do momento em que você adquire um pouco de experiência, descobrirá que é apenas um medo inicial… fica mais fácil conforme você continua a compartilhar suas idéias.

1. É só um medo inicial.

2. Você tem algo valioso a dizer.

3.Quando estiver em dúvida, poste.

4. Use os comentários para refinar seu ponto de vista

5. Tudo é beta.

6. Tenha uma sacada

7. Não precisa escrever certinho.

8. Mostre seus melhores momentos

9. As pessoas estão ouvindo.

Retirado do Techsoup. Tradução: Marina Iemini Atoji, da equipe de conteúdo do portal AcessaSP

Compartilhe!

9. As pessoas estão ouvindo.
Para cada pessoa que posta um comentário em seu blog, você tem 10 (ou 100) leitores que não o fazem. Sempre se lembre disso!

Mesmo que você não consiga os 100 comentários que estava esperando, não significa que as pessoas não gostaram do post ou que elas não se importaram com ele; simplesmente significa que eles não tiveram nada a dizer inicialmente ou não puderam na hora.

Isso é um problema grave, porque você não viaja muito, então você não poderia nunca saber que há pessoas que estão lendo mas apenas não comentam. Se você viaja, esteja certo de deixar as pessoas saberem quem você é e o que seu blog é, e você será agradavelmente surpreendido com a quantidade de leitores que você tem.

1. É só um medo inicial.

2. Você tem algo valioso a dizer.

3.Quando estiver em dúvida, poste.

4. Use os comentários para refinar seu ponto de vista

5. Tudo é beta.

6. Tenha uma sacada

7. Não precisa escrever certinho.

8. Mostre seus melhores momentos

9. As pessoas estão ouvindo.

Retirado do Techsoup. Tradução: Marina Iemini Atoji, da equipe de conteúdo do portal AcessaSP

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *