das época que tinha uns 16 ano. Eu e meu amigo Alessandro, o Alê, (que na verdade eu considero muito mais que um amigo, um irmão) ìamos nadá no corgo nos fundo do sítio do meu pai…

Meu pai nunca gosto que fôssemos sozinho, mas minha mãezinha nunca ligo, ela sempre nos intendia o nosso lado… Gostávamos de ir após o aumoço e ficávamos pescando, olhando a natureza, nadando e catando coquinho.

Conversavamos muito, falava dos nosso poblema, trocavamo ideias. E assim foi surgindo uma amizade verdadera acima de qualquer coisa. Aprendemos muita cosa junto. Morro de saudade do Alê…

Autor: Guilherme Seixas, 28 anos

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *