que eu e meu falecido marido em 1986 realizamos o sonho comprando uma cobertura financiada em Vila Isabel-RJ, mas em 1986 tivemos que vender e o financiamento não foi passado para outra pessoa que pediu para evitar o aumento da prestação.

Esperta, veio a se beneficiar com o seguro que quitou a dívida beneficiando com a morte do meu marido usando uma procuração que tinha perdido o efeito. Meu sonho acabou sem marido e sem a sonhada cobertura.

Autora: Maria de Lourdes Mendes Santiago, 51 anos, do Rio de Janeiro-RJ

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *