Por Robson Leandro da Silva
Ilustração: Danielle Joanes

Estação da Luz Por que o bairro da Luz tem esse nome? Teria sido esse local o primeiro a receber iluminação pública? Era esse o bairro mais iluminado no fim do século XIX? Nada disso. O nome do bairro tem a ver com algo muito escuro, mas que dava muita luminosidade.


Toda a região, que ficava na maior parte das várzeas do rio Tamanduateí e que hoje é conhecida pelo nome de Luz (não se tratava de nenhum refrigerante da época, já que a bebida não existia nem em sonhos), era conhecida por Guaré.

Todo mundo falava em Guaré. Esse era o nome pelo qual toda pessoa que vivia em São Paulo conhecia a região onde vivam muitos animais soltos e onde havia também um córrego com o mesmo nome. Não era muito longe do Pátio do Colégio, então o principal núcleo habitado da cidade.

O atual Largo de São Bento, conhecido pelo famoso mosteiro que recentemente abrigou o papa, também fazia parte da região chamada Guaré. Consta que Tibiriça, o índio mais poderoso da região, vivia por ali.

Quem hoje vai até a rua Florêncio de Abreu comprar ferramentas, ao fechar os olhos, pode, com a ajuda da imaginação, ver como era o principal caminho que levava a essa região.

O nome Luz surgiu quando Domingo Luís, conhecido como ”o carvoeiro” por trabalhar na produção de carvão (combustível que tem a ver com iluminação e aquecimento), construiu uma capelinha numa região do Guaré chamada Ireripiranga que, por devoção do pessoal que trabalhava com ele, foi dedicada à Nossa Senhora da Luz.

No início do século XVII, ”o carvoeiro” decidiu transferir a capela para uma região mais ampla, a caminho do sertão e do Rio Tietê, mas ainda no Guaré. A nova construção, apesar de rústica, era mais cuidada e começou a atrair mais visitantes, devotos, e a se tornar referência geográfica para os viajantes. Assim, as pessoas passaram a se referir àquele local tendo como referência a igreja.

Com o passar do tempo, o nome foi abreviado para Luz até para situar o lugar e o diferenciar de outras áreas mais ou menos contíguas, que com o tempo se transformaram em bairros, como Santa Efigênia, Bom Retiro e Barra Funda. E assim, em homenagem à santa de devoção dos carvoeiros, Nossa Senhora da Luz, o bairro é até hoje conhecido como Luz.

Compartilhe!
Tagged with:  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *