que em meados de 1997, fui de viagem para o estado do Pernambuco acompanhada de meus Pais, uma irmã (na epoca com 2 (dois)anos), minha vó e minha tia.

Eu tinha uns 8 anos, mas me lembro bem de como fiquei ansiosa em conhecer aquela terra até então desconhecida.Papai resolveu ir, pois tinhamos e temos parentes naquela “terrinha” e como ele nasceu por lá, mas veio ainda criança, a vontade era de um dia voltar lá e rever suas origens.

Então ele voltou… se emocionou… conversou, e todos nós fomos contagiados pelo espirito familiar que estava alí. Estavamos aliviados pelo dever cumprido, ja era hora de partir… foi uma despedida muito dura,triste… algo estava para acontecer…

Deixamos aquele povo com muitas saudades, com a incerteza de não termos data para voltar. O caminho da ida foi longo assim como o da volta, mas o cansasso não era tão visivel devido a vontade de chegar. A volta foi mais estressante, dolorosa…

Lembro que ficava contando no dedo o nº de acidentes ocorridos nas rodovias, e foram mais de 10 (dez). Me deparei com crianças e velhos no meio de estradas esburacadas pedindo ajuda, comida, dinheiro, uma miséria total… um retrato muito triste de nosso Brasil.

Também pude passar e conhecer praias deslumbrantes e lugares maravilhosos do nordeste brasileiro. Foi realmente INESQUECÍVEL!
Depois de quase 2 (dois) anos ainda mantinhamos contato com os parentes daquela regiao longingua, e foi ai que tivemos a noticia de que uma tia de meus pais morrera de cancer de mama na cidade de Recife. Após essa morte tivemos no decorrer dos anos uma outra, e mais um tio veio a óbito. Agora com quase 12 anos perdemos o contato com eles, pois endereços e nºs de telefones foram mudados, enfim, não sabemos de mais nada!

Embora muito criança, foi uma viagem que marcou muito minha vida, foi uma oportunidade única que tive de conhecer pessoas que são do mesmo sangue mas que, eram praticamente estranhos.

Eu não sei se volto, mas com certeza essa historia vou guardar pra contar para meus filhos e compartilhar com eles essa emoção que sinto,toda vez que me lembro!

Autora: Vanessa Katia Salustiano, 20 anos, de Registro-SP

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *