de uma das inumeras passagens de minha vida: eu tinha 14 anos de idade, estava cursando o ultimo ano do Ginasio 7 de Setembro, no bairro do Cambuci (naquele tempo era Ginasio e nao como hoje, primeiro, segundo grau, etc.).

Resolvi passear com meus irmaos no Parque da Aclimaçao a noitinha. Lá haviam balanços, gangorra num trecho alto do jardim. Adorava andar de balanço e andava bem. Quando ja estava bem alto, sentindo o vento soprar no meu rosto, uma delicia, vi quando um casal de namorados vinha vindo e logo atras deles uma criança pequenina, mal sabendo caminhar.

O casal se beijandoo nao estava nem ai para o que poderia acontecer e eu, naquele vai-e-vem, previ o pior. Me atirei do alto do balanço que ia atingir a criança em cheio no momento da descida do balanço. Foi uma fraçao de segundos, porque a criança se atingida seria atirada longe.

A criança, claro foi embora, o casal nada percebeu e nos, eu e meus irmaos, voltamos para casa. Eu chorando alto, toda ralada e muito machucada, e eles me debochando porque tive que tirar o casaco e estava com a blusa do colegio virada ao contrario !!!…

Autora: Martha Pinheiro de Araújo Souza, 66 anos, do posto Acessa Poupatempo Sé

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *