como se fosse hoje o dia em que me assumi perante minha mãe (assumi minha sexualidade), não foi muito fácil assim, mas consegui.

No momento parecia que ia morrer de tanto chorar mas enfim, eu havia nascido assim e não havia pedido para ser desse jeito, de principio ela não acreditou mas então com o passar do tempo ela viu que era realmente realidade e dai em diante passou a me respeitar e me amar ainda mais do que amava.

Desde este dia parece que eu tirei algo que pesava das minhas costas, me senti aliviado. E digo que hoje sou mais feliz assim sou GAY assumido e não devo nada a ningem.

Autor: Eduardo, 18 anos, de Bragança Paulista

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *