Por Robson Leandro da Silva
Ilustrações Danielle Joanes

PapagaioTerra de Vera Cruz, Terra de Santa Cruz, Brasil. Desde cedo aprendemos na escola que esses foram os três nomes que o nosso país já foi e é chamado. Mas por quê? Que cruz era essa a que os portugueses insistiram por duas vezes em chamar o nosso país. E que Brasil era esse?


Antes precisamos saber que no século em que os portugueses vieram para cá, havia uma grande discussão religiosa. Várias reformas e perseguições estavam em andamento. Logo, todo assunto sofria a influência da religião. E não foi diferente no momento de se pensar que nome dar para o local encontrado.

Na carta que Pero Vaz de Caminha relata o “descobrimento” do Brasil, quase no final do texto, ele denomina as novas terras, que ele achava que era uma ilha, como Vera Cruz: “… deste Porto Seguro, de vossa ilha de Vera Cruz…”. Esse nome foi dado por conta da cruz que foi colocada no altar onde foi rezada a missa de Páscoa.

Pedro Álvares Cabral chamou a terra de “Santa Cruz” . Segundo relatos da época, a intenção era lembrar o sacrifício de Cristo no nascimento da terra encontrada, ficando o lugar dedicado a Deus, desde o começo. Segundo a crença da época isso facilitaria também a conversão dos índios a religião. Não podemos esquecer que os portugueses chegaram aqui na semana da Páscoa, onde se celebra o sacrifício e o renascimento de Cristo.

Mas a cruz não durou muito tempo. Os comerciantes que começaram a ver no pau-brasil uma mercadoria de alto valor e que começava a fazer sucesso entre os portugueses. Grandes carregamentos do “pau que tinge panos” começaram a chegar em Portugal e dali para o resto da Europa. Logo, as novas terras começaram a ser conhecidas popularmente como Brasil.

Para piorar ainda mais a situação, quando a tripulação que fez parte da viagem de Cabral voltou para Lisboa, começaram a dizer que tinham passado por um lugar cheio de pássaros. Não demorou muito e surgiu um novo apelido: Terra dos papagaios.

Outros povos da Europa deram outras variações ao nome da nova terra: Bracir, Bracil, Brazille, Bersil, Braxili, Braxill, Bresilge, etc…

Os religiosos reagiram, inclusive advertindo as pessoas dizendo que era necessário lembrar que o nome de um produto não podia ser mais importante do que o nome que lembrava o sacrifício de Jesus. Não adiantou muita coisa. Já naquela época o que o povo decidia, acabava virando verdade e o nome. E o nome Brasil acabou resistindo ao tempo. Melhor do que Terra de papagaios, não é mesmo?

Referências
Livros
CAMINHA, Pero Vaz de. Carta de Pero Vaz de Caminha – documentos e ensaios sobre o achamento do Brasil. DBA, São Paulo, 2000.

VETILLO, Walter, e VETILLO, Eduardo. A Grande Viagem. FTD, São Paulo, 1999.

On-line
Wikipédia
Brazilian Genetic
Tudo sobre o Brasil – ser brasileiro

Compartilhe!
Tagged with:  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *