desses dias atrás quando voltava do cursinho pré-vestibular da Poli na Lapa, por volta das 23 horas, e apesar da minha aparente tristeza por causa do fim do meu namoro, foi um fim de noite espetacular. Entrei no ônibus e fui de encontro com uma amigona minha que estava sentada na parte de trás. Passados alguns minutos, eu olhei no corredor do ônibus e vi uma cueca, é isso mesmo, uma cueca no chão. Nossa, não aguentei ver aquela cena e caí na gargalhada. Logo me apressei para mostrar o fato inusitado à minha amiga Belinha, que por sinal não agüentou e também deu muitas risadas.

A viagem prosseguiu e a gente não conseguia conter as gargalhadas, até que a Belinha resolveu compartilhar o fato ao passageiro que estava sentado na nossa frente. Ele estava bêbado. Para nossa surpresa e para aumentar a intensidade das gargalhadas, ele se levantou e apanhou aquela cueca do chão. Nossa, daí foi a gota d’água. Meu, não conseguimos nos segurar e para que o passageiro perdedor de cuecas não visse a gente rindo dele, tive que tampar a boca da Belinha (ela ria demais).

Olha, eu já ví gente perdendo dinheiro, celular e outras coisas, mas CUECA?! Essa foi nova. Enquanto escrevo esta mensagem, não consigo me conter e caio na risada!

Autor: Jorge Luiz Queiroz da Cruz, 25 anos, SP

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *