Atualizada em 28 de agosto de 2008
Espírito Santo do Pinhal traz em seu nome grande parte de sua história. A origem está na ?Fazenda Pinhal?, que tinha essa nome devido ao grande número de Araucárias.

O terreno era alvo de disputas e polêmica e seu dono, Romualdo de Souza Brito, resolveu doá-la para o patrimônio do Divino Espírito Santo, para a construção de uma capela, a 27 de dezembro de 1849. A princípio, a doação não foi bem recebida e alguns tentaram fazer cultivo agrícola nas terras.

Porém, dois acidentes fatais ? atribuídos a motivos sobrenaturais ? fizeram com que todos desistissem da disputa e a capela fosse erguida. Em 1877, ameaçada de ser incorporada à Minas Gerais, o capitão José Ribeiro da Motta conseguiu que a região fosse elevada à vila, o que a tornou autônoma. Em 1883, foi denominada município oficialmente independente.

Economia
O principal produto de Espírito Santo do Pinhal é, historicamente, o café. A geografia montanhosa e o clima favorecem o cultivo do grão, que foi motivo inclusive da construção de uma ferrovia que ligava a região a Santos.

Com a presença do café, muitos italianos foram atraídos para Pinhal. A influência italiana pode ser percebida até hoje, principalmente na população. Embora o café tenha sofrido uma grande queda devido à Crise de 29, ainda é o principal produto agrícola da região. O processo de urbanização gerou empregos na área de serviços, mas muitos deles ainda são ligados ao setor cafeeiro: produção de máquinas, estoques, escritórios e cooperativas.

Saiba mais: http://www.proerdpinhal.com.br/historiapinhal/pinhal/pinhal.htm

Por Felipe Lobo, do Portal AcessaSP

Compartilhe!
Tagged with:  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *