Mais de dois mil alunos passarão o sábado e o domingo em capacitação para atuar na sala de internet

Dois mil e cem estudantes de escolas estaduais estarão reunidos neste sábado e domingo com um objetivo: participar da maior capacitação conjunta de estudantes já realizada no Estado. Todos foram selecionados para serem estagiários do Acessa Escola, programa da Secretaria de Estado da Educação que transformará salas de informática de escolas em espécies de lan houses.

Nestes dois dias os alunos receberão capacitação ininterrupta, em cinco cursos, divididos por 25 ambientes. O evento será aberto neste sábado, às 11h, pela secretária de Estado da Educação, Maria Helena Guimarães de Castro.

Os estudantes passarão ininterruptamente pelas oficinas de Gestão de Sala, Sistemas, Programa, Manual de Procedimentos e Plano de Trabalho, até as 18h. Metade dos 2.100 estará no sábado_ o restante, no domingo.

O grupo será responsáveis pelo trabalho em 600 escolas da capital, a ser colocado em prática, seguindo cronograma da Secretaria, até outubro. Especialistas da Fundap (órgão da Secretaria de Estado da Gestão), 89 oficineiro , técnicos de informática e assistentes técnicos pedagógicos de Tecnologia serão os responsáveis por capacitar os estudantes.

O Acessa Escola é um inovador projeto da Secretaria de Estado da Educação para manter abertos, durante todo o período de aulas, os laboratórios de informática das escolas estaduais. Todos os estudantes da rede estadual poderão utilizar os laboratórios a qualquer momento, não apenas durante as aulas de informática, e terão auxílio de estagiários treinados (estes treinados neste fim de semana).

Além de abrir os laboratórios em período integral e oferecer estágio para estudantes de Ensino Médio, o Acessa Escola irá proporcionar a possibilidade de ganho técnico aos adolescentes, com os cinco módulos do curso.

Ao todo a Secretaria selecionará, durante o projeto, 12.242 estagiários para os laboratórios. Cinco mil já foram escolhidos_ 2.100 começam neste mês de agosto (o restante até março de 2009). Todos receberão gratuitamente duas camisetas e uma mochila, para que trabalhem uniformizados. A carga horária de trabalho será de 4 horas diárias, pela manhã (8h às 12h), tarde (12h às 16h) ou noite (16h às 20h).

O contrato de estágio será de até 12 meses, podendo ser prorrogado por mais 12 meses. O tempo mínimo de contrato será de seis meses. Todos os estagiários serão supervisionados por assistentes técnico pedagógicos das Diretorias de Ensino.

O acesso a computadores e à internet permite a exploração de um espaço virtual inesgotável de pesquisa, uma melhora para a aprendizagem. Os laboratórios ficarão abertos, à disposição dos estudantes” , afirma a secretária de Estado da Educação, Maria Helena Guimarães de Castro.

O governo do Estado mantém atualmente uma rede de 70 mil computadores distribuídos nas 5.500 escolas (97% das escolas estaduais possuem laboratórios de informática).

“As escolas terão espécies de lan houses, mas, claro, com controle. Com os estagiários, será possível estudar via internet, verificar pesquisas, enfim, agregar valor ao ensinado em sala de aula”, diz a secretária Maria Helena.

O Acessa Escola irá atingir as escolas estaduais de Ensino Médio em três fases: 600 da capital até fim de 2008 (a previsão inicial era de 500), 1.000 até março de 2009 (capital, cidades da Grande São Paulo, Campinas e Campo Limpo Paulista), 3.000 até final de 2009 (outras cidades da Grande São Paulo e interior) e 3.527 até março de 2010 (todo o Estado), com 12.242 alunos como monitores.

Do Portal do Governo do Estado de São Paulo

Compartilhe!
Tagged with:  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *