Foto: Andres Oliveira
Os pendrives são aparelhos com memória flash e conector USB, reconhecido pelo computador como como uma unidade de armazenamento, como se fossem um HD (ou Hard Disk). Esses pequenos dispositivos usados para transportar arquivos podem também transportar vírus. Por isso, é preciso estar atento e tomar alguns cuidados.

Se há alguns anos o jeito mais fácil de transportar algo era usando um antigo disquete de 3,5 polegadas, com capacidade de 1,44 Mbytes, hoje o modo mais usado é o pendrive – mais prático do que um CD ou DVD e com capacidade de armazenamento equivalente e até maior.

O uso desse tipo de aparelho em diversos lugares é uma vantagem para a mobilidade. Mas o que acontece se houver um vírus dentro dele?

Antivírus é um dos itens indispensáveis para quem quer usar um computador com segurança. É preciso fazer uma varredura completa no seu disco da sua máquina regularmente. Muitos já ouviram isso. Mas quantas vezes você lembrou de fazer o mesmo com o seu pendrive?

Assim como o disco rígido do computador, o pendrive é capaz de receber e transportar vírus. Um dispositivo como esse infectado pode contaminar o computador do seu trabalho, da escola, dos seus amigos – sem que sequer você perceba.

Para evitar esse tipo de problema, o procedimento é bem simples: basta fazer a mesma varredura do PC no pendrive. O tempo varia de acordo com a capacidade de armazenamento do aparelho – quanto maior, mais demorado será.

Por Felipe Lobo, do Portal AcessaSP

Compartilhe!
Tagged with:  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *