Ação visa garantir envelhecimento com dignidade no estado de SP

O Governo do Estado apresentou o Plano Estadual para Pessoa Idosa – Futuridade, com o objetivo de estimular e apoiar ações em benefício de quem já tem mais de 60 anos e garantir condições de envelhecimento com dignidade a todos os idosos. Com a presença do governador José Serra, serão também apresentados resultados e metas do projeto Envolver, da Rede Social de São Paulo, criado para aproximar pessoas e entidades que atuam no atendimento à infância e juventude.

No lançamento do novo plano, serão ainda assinados Acordo de Cooperação, pelo qual os secretários de Estado se comprometem a trabalhar pela estruturação do Futuridade e Protocolo de Intenções, assinado pelo governador e o prefeito de São Paulo, para implantação do Futuridade no município de São Paulo.

Programa Futuridade

O Futuridade foi criado por proposta do governador José Serra e para sua elaboração foram convidados 40 especialistas nas mais diversas áreas de atenção ao idoso, que durante seis meses, voluntariamente, contribuíram para a estruturação de um plano que possibilite e incentive ações para o cumprimento do Estatuto do Idoso e o Plano de Ação Internacional para o Envelhecimento.

O Futuridade prevê a realização de campanhas educativas, dentro e fora da escola, a respeito do envelhecimento; a construção e fortalecimento de uma rede de ações e serviços para atendimento dos idosos; formação permanente de profissionais que lidam com idosos no seu dia-a-dia. Para monitorar o impacto dessas ações, o Futuridade terá um índice criado pela Fundação Seade, para diagnosticar e acompanhar ações e serviços voltados aos idosos.

Primeira iniciativa brasileira para integrar ações e esforços, com o objetivo de aprimorar o sistema de garantias ao idoso, o Futuridade é o resultado de parceria do Conselho Estadual do Idoso, Ministério Público, OAB-SP e todas as secretarias do Governo do Estado.

Projeto Envolver

Criado há três anos, em parceria com o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONDECA), o projeto Envolver, além de mobilizar as pessoas, usa instrumentos que permitem às lideranças de cada cidade ter a dimensão dos principais indicadores para garantia dos direitos garantidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente. Com o diagnóstico, as redes sociais de cada município se fortalecem e se unem para superar os desafios locais.

Cerca de 12 mil lideranças sociais de 426 municípios do Estado já participaram dos mais de 340 encontros do projeto. O trabalho conjunto de juízes, promotores, assistentes sociais, dirigentes de entidades e religiosos tiveram, entre outros resultados, o avanço significativo na implementação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), em 142 municípios e a melhoria nos serviços de encaminhamento de jovens com direitos violados em 110 cidades.

Além disso, mais de 30 municípios conseguiram ampliar os recursos para projetos sociais destinados à infância e juventude, com campanhas como a do incentivo fiscal, que permite a aplicação de parte do imposto de renda para os fundos municipais dos direitos da criança e do adolescente.

Após a avaliação dos resultados alcançados o Envolver entrará numa nova etapa, fortalecendo as redes sociais dos municípios que ainda necessitam de acompanhamento e apoio. Numa fase seguinte, o desafio será o desenvolvimento do projeto nas regiões metropolitanas.

Rede Social São Paulo

A Rede Social São Paulo é um movimento criado em 2003 para incentivar a mobilização da sociedade em torno de questões sociais que afetam o cotidiano da população. A Rede conta atualmente com mais de cem organizações representativas da sociedade civil, do setor empresarial e do governo.

O Comitê Gestor é formado por representantes da Associação Comercial, Banco Real, Fundação Itaú Social, Fundação Nestlé, Fundação Telefônica, Instituto Camargo Corrêa, Instituto PNBE, Instituto Supereco SP, Instituto Unibanco, Instituto Votorantim, Natura e Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social. Os recursos para sua viabilização são obtidos por doações ao Fundo Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, administrado pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social

Compartilhe!
Tagged with:  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *