Usuária do posto Acessa Adeva viu sua vida mudar graças ao aprendizado de informática


Sandra (de azul) como voluntária no curso de digitação, com a aluna Rosalva

“Encontrei a Adeva e o sonho de aprender a mexer num computador se tornou real. Me senti nascendo de novo e com um mundo diferente e muito melhor para descobrir”.

Essa declaração é parte do relato de Sandra Maria Thomas Luz, que em menos de um ano viu sua vida mudar completamente. Sandra tem baixa visão devido a uma deficiência congênita, que se agravou na fase adulta. “Depois de uma neurite, que me fez perder um pouco mais a visão, foi que descobri que podia prosseguir e que havia lugar para mim neste mundo”.

Em maio de 2008, ela se inscreveu num curso de digitação no posto do AcessaSP em parceira com a Adeva – Associação de Deficientes Visuais e Amigos, na Vila Clementino, zona sul de São Paulo. “Eu achava que computador era uma coisa impossível para mim. A princípio eu tinha até medo de mexer, achava que podia estragar alguma coisa. Aí fui desmistificando isso e conhecendo a maravilha que é a informática”.

Após aprender a digitar, o que é fundamental para o deficiente visual, pois eles precisam fazer tudo através do teclado, Sandra passou por cursos de Windows, Office, Outlook e Internet. O Acessa Adeva é um dos únicos postos que não usam o sistema operacional Acessa Livre, porque o software Virtual Vision, que lê as informações da tela e transforma-as em áudio, não é adaptado à plataforma Linux.

A usuária conta que o trabalho dos monitores do Acessa foi fundamental no seu processo de aprendizagem. “Eles me ajudaram bastante. Eu acho muito bom porque os monitores não pegam ninguém no colo. Eles procuram mostrar que nós somos capazes e que temos que descobrir sozinhos os meios de resolver os problemas que vão aparecendo”.

Graças aos novos conhecimentos de informática, Sandra foi contratada por uma empresa de tecnologia da informação. “Se eu não tivesse aprendido a usar o computador não teria conseguido a vaga, que exige conhecimento em informática”, justifica.

Ela também foi convidada a se tornar monitora no posto onde estudou. Passou de aluna a professora, trabalhando durante um mês como voluntária no curso de digitação. “Foi uma experiência gratificante. Ajudei outras pessoas a descobrirem que são capazes. Principalmente pessoas mais velhas, que achavam que era impossível”.

A monitora do posto, Lilian Keila Celeri, que foi instrutora de Sandra no curso de digitação, fala um pouco sobre a missão do Acessa Adeva. “Além de formar profissionais, o curso acaba mudando a vida pessoal dos participantes. A pessoa se sente melhor, aprende que é capaz”. Lílian explica que o objetivo é que todos os alunos saiam empregados. Mas não só porque as empresas têm que cumprir cotas, mas pela capacidade profissional de cada um.“Todos os deficientes têm capacidade, basta dar oportunidade”. Até o momento, a Adeva já conseguiu que cerca de 30 deficientes visuais fossem contratados.

A monitora afirma ainda que com os recursos adequados qualquer deficiente visual pode fazer uso do computador. No entanto, Sandra conta que ainda há entraves para usar a internet. “Muitos sites trazem recursos visuais que o Virtual Vision não lê. Mas isso está melhorando, os sites estão se adaptando”.

Para finalizar, Sandra manda um recado. “Para todos que perderam a visão ou que têm a visão debilitada como eu e acham que sua vida acabou, aqui no Acessa Adeva vemos que isso não é verdade. As empresas estão se conscientizando que têm que dar oportunidade a todos. E cada vez mais é possível, mesmo tendo alguma deficiência, aprender e conseguir um lugar no mercado de trabalho”.

Os interessados em se inscrever nos cursos da Adeva devem ligar e agendar uma entrevista.

Posto Acessa SP – Adeva

E.E. Lasar Segal – Rua São Samuel, 174 – Vila Clementino
CEP 04120-030 – São Paulo – SP
Telefones: (11) 5084-6693 / (11) 5084-6695
FAX: (11) 5084-6298

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *