Oficineiros do Parque da Juventude reaproveitam equipamentos em aulas e para restaurar micros

Se o grande aumento na produção e consumo de equipamentos de informática nos últimos anos permite que mais pessoas tenham acesso à era da informação, gera também um grande problema: esses computadores estão destinados a virarem lixo em poucos anos. A questão do lixo eletrônico já é um problema em todo o mundo.

Existem três áreas de atuação para reduzir os danos do Lixo Eletrônico: controlar o consumo, reaproveitar os equipamentos e reciclá-los quando não podem mais ser utilizados. O Weblab Social, atividade dentro do programa AcessaSP que promove a difusão de conhecimento por meio das oficinas gratuitas no Parque da Juventude, atua na extensão da vida útil do que pode vir a ser lixo eletrônico.

Por meio de doações de pessoas físicas e empresas ou escambo com outros projetos sociais, os oficineiros do PJ reaproveitam equipamentos em desuso. “Fazemos a triagem das doações e utilizamos as peças que funcionam para montar outros computadores, e as que sobram em nossas oficinas de Montagem e Manutenção. O que não funciona aproveitamos nas oficinas de Robótica”, afirma César de Lucca, oficineiro do PJ.

“Não reciclamos. Nós reaproveitamos as peças boas. O que não nos serve separamos para ser encaminhado à reciclagem”. No momento eles têm 10 monitores, 30 teclados, 20 mouses, 5 caixas de som, 10 drives de CD, 10 placas mães, 30 fontes de energia, diversos cabos de força, memórias de computador e processadores. “Já montamos 10 máquinas que são utilizadas nas oficinas de Montagem e Manutenção e outras 6 para Programação em Bash e Introdução ao Linux”.

As sucatas dos computadores são aproveitadas nas oficinas de robótica. “Nesse caso usamos além dos PCs qualquer tipo de aparelho eletro-eletrônico como celulares, videocassete e DVD players”.

A meta é que em breve o excedente de computadores montados no PJ seja doado para outras instituições. “Por enquanto não temos espaço de armazenamento para captar um grande volume de doações. Mas em quase todas as oficinas de montagem e manutenção doamos não os computadores completos, mas peças para reparo de computadores dos participantes”. As peças que sobram são guardadas para as próximas oficinas.

Os computadores remanufaturados são também personalizados. “Além de pintura, nossa idéia é usar adesivos no processo artístico. O que vai facilitar na questão de matéria prima (tinta) e o ambiente apropriado”.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *