Parcerias com entidades locais auxiliam no desenvolvimento dos alunos com deficiência intelectual

Dois projetos do AcessaSP estão levando conhecimentos de informática e internet a crianças com necessidades educativas especiais nos postos de Jacupiranga e Cássia dos Coqueiros. O APAE Online, criado pela monitora Ione Carolina Muniz do posto de Jacupiranga, no Vale do Ribeira, teve início agora em maio. Nele são atendidas de 15 a 20 crianças e adolescentes, de 7 a 16 anos, em turmas de 4 a 5 alunos, com encontros semanais. O projeto é uma parceria com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) do município.

A monitora conta que não são só os alunos que aprendem com o processo. “Eu tinha um projeto na cabeça, mas quando entrei em contato com eles vi que a realidade era outra. Há, por exemplo, alunos com dificuldade de coordenação motora, outros, com deficiência de alfabetização, alguns com problemas para identificar cores”. Por isso, Carolina conta que foram desenvolvidas atividades individualizadas.

Segundo a monitora, o progresso das crianças com a prática das atividades é visível. “Algumas, que antes tinham grandes dificuldades de interação e comunicação agora estão mais abertas e comunicativas”.


Crianças do projeto APAE Online, de Jacupiranga

Já em Cássia dos Coqueiros, na região de Ribeirão Preto, os monitores Etrilene Melo e Geovani Morelli criaram o projeto Crianças especiais, desenvolvido em parceria com a Prefeitura do município e o Projeto Beija Flor. A iniciativa, criada há três meses, atende cerca de 80 crianças com idades entre 6 e 13 anos. São realizados 3 encontros semanais, com 10 crianças por encontro. Essa é a primeira turma e tem previsão de duração de seis meses.

O projeto é o primeiro contato dessas crianças com a informática, contam os monitores. Nos encontros são desenvolvidas atividades como jogos, digitação e uso do e-mail e do Orkut. Etrilene conta que os participantes estão mais atentos e apresentam até melhora na fala. “As crianças especiais têm muito potencial, só precisam ser estimuladas para superar limites”, diz Etrilene.

Visite o Portal da Rede de Projetos e conheça essas e outras
iniciativas. http://rede.acessasp.sp.gov.br/

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *