Internautas poderão ler documentos do maior conflito armado na capital paulista

A Revolução de 1924, também conhecida como a Revolução Esquecida, é considerada o maior conflito armado da história da capital paulista. Apesar disso, poucos se lembram, que entre os dias 5 e 28 de julho daquele ano, a cidade de São Paulo foi palco de um conflito armado, que colocou de um lado, as tropas federais em defesa de Artur Bernardes; e de outro, parte do Exército Nacional e da Força Pública Estadual, que tentavam destituí-lo.

O conflito chegou a reunir 18.000 soldados legalistas contra 3.500 rebeldes. Na época, vários pontos da cidade foram destruídos pelos bombardeios – os bairros do Brás, da Mooca e do Cambuci foram os mais atingidos. Ao término dos combates, a revolução deixou um saldo estimado de 503 mortos e 4.846 feridos.

Para relembrar os 85 anos desse episódio, uma coleção de cartas trocadas entre os chefes da Revolução de 1924 foi digitalizada e está disponível na internet, no site do Arquivo Público do Estado.

São 432 cartas que foram escritas entre janeiro de 1923 a julho de 1928. A coleção faz parte do acervo do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, que está sob a guarda do Arquivo Público do Estado desde maio de 2008. A digitalização das cartas faz parte das comemorações dos 85 anos da Revolução, que, no início do ano, também foi tema de uma exposição realizada no Palácio dos Bandeirantes.

O conteúdo das cartas é bastante diversificado. Apresenta desde solicitações de mantimentos para os soldados até as estratégias adotadas pelos líderes no conflito. A partir destes relatos, é possível acompanhar a trajetória da revolução no seu quartel-general e também outros movimentos revolucionários da época como, por exemplo, a Coluna Prestes.

Também em comemoração aos 85 anos da Revolução de 1924, o Arquivo Público do Estado disponibiliza uma entrevista com Waldemar Levy Cardoso. Conhecido como o último marechal brasileiro, Cardoso faleceu recentemente, aos 108 anos, e, na época da Revolução, se juntou a jovens tenentes contra o governo Artur Bernardes, ocasião em que foi preso.

Na entrevista, ele relembra momentos do levante, as motivações que o suscitaram, aspectos da convivência das tropas e as conseqüências da revolta.

Os pesquisadores também têm acesso, nos terminais do salão de consultas da instituição, às 52.000 imagens digitalizadas do processo-crime contra os rebeldes. Essa é uma iniciativa conjunta com o Tribunal de Justiça do Estado.

Para ler o conteúdo completo das cartas, acesse o site: www.arquivoestado.sp.gov.br/revolucao.php

A entrevista com o marechal Waldemar Levy Cardoso está disponível no site: http://www.arquivoestado.sp.gov.br/revolucao_video.php

Do Portal do Governo SP

Compartilhe!
Tagged with:  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *