Acessa Jundiaí desde o início já permitia que crianças aproveitassem os benefícios

O Acessa Jundiaí, inspirado em modelo desenvolvido na Capital, desde sua implantação permite que crianças se beneficiem dos serviços, se estiverem acompanhadas pelos pais. Agora, a novidade chega a São Paulo, por meio do chamado Acessinha, instalado no posto do Parque da Juventude, zona norte de São Paulo.

O Acessa Jundiaí e o Acessa São Paulo permitem aos usuários desenvolver diversas atividades nos computadores, gratuitamente. É preciso fazer um cadastro para participar. O Acessa Jundiaí disponibiliza serviços a crianças menores de 11 anos somente com acompanhamento de responsável legal durante a utilização. Nas estações, que ficam em terminais do Situ (Sistema Integrado de Transporte Urbano) e na Rodoviária, os usuários podem, por exemplo, utilizar o correio eletrônico, elaborar currículos, procurar vagas de empregos, fazer pesquisas escolares, participar de cursos à distâcia, pesquisar sites de interesses diversos e ler notícias.

Para que o objetivo do projeto não seja desvirtuado, cada acesso conta com a instalação de um software responsável pela segurança da rede, evitando ataques de vírus, hackers e spywares, além de impedir o acesso a sites restritos pela política do programa, como conteúdo pornográfico.

Sempre útil

Moradora do bairro Jardim Florestal, Mariana de Paiva Braz, 8 anos, gosta de usar o computador para jogar. Frequentadora do Acessa Jundiaí da Rodoviária, usa os serviços mesmo durante as férias. E é só no período de recesso escolar que a ferramenta é usada para brincar. “Durante as aulas, uso para fazer trabalhos escolares”, avisa. “Se não tivesse essa oportunidade, seria difícil. Muitos professores pedem trabalhos de pesquisa”, afirma a pequena.

A mãe de Mariana, Regiane de Paiva Braz, sempre acompanha a filha não só por ser obrigatório para usar o Acessa Jundiaí, mas por considerar importante o cuidado com o que é acessado. “As crianças precisam ser orientadas porque, hoje, são muito curiosas. Imagine se ela preenche algum cadastro ou responde a algum e-mail falso!”, lembra Regiane. A mãe também considera fundamental o Acessa Jundiaí para a vida escolar da filha. “Ela pode até imprimir textos, o que agiliza muito. Se ela tivesse que copiar tudo para levar para casa, demoraria muito.” Nas dependências do projeto Acessa Jundiaí, também há a Sala do Estudante, onde os usuários, pricipalmente as crianças, fazem trabalhos escolares.

Do Jornal de Jundiaí

Compartilhe!
Tagged with:  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *