Acessa Escola prevê a capacitação e participação de 13 mil estagiários neste ano


Além de promover a inclusão digital, o Acessa Escola é uma oportunidade de primeiro emprego. Os monitores do programa nos laboratórios das escolas são alunos do próprio ensino médio estadual que recebem capacitação profissional e bolsa-auxílio de R$ 340 mensais. A carga horária é de quatro horas diárias, pela manhã (8 às 12 horas), tarde (12 às 16 horas) ou noite (16 às 20 horas). Todos são supervisionados por professores coordenadores técnico-pedagógicos de tecnologia das diretorias de ensino.

“O estágio no Acessa Escola é uma oportunidade para que nossos estudantes possam se preparar para o mercado de trabalho, pois prevê capacitação na área de informática, com acesso às tecnologias digitais que hoje são indispensáveis para qualquer profissional”, diz o secretário da Educação Paulo Renato Souza.

Para estagiar no programa, os estudantes devem se inscrever no processo seletivo, que consiste em uma prova que avalia os conhecimentos do candidato em língua portuguesa, matemática, conhecimentos gerais e conhecimentos de informática e internet. As inscrições são abertas pelas diretorias de ensino conforme a demanda por novos estagiários.

Na segunda-feira, 8, 4,2 mil alunos iniciam estágio em cerca de 1,7 mil escolas da rede em todo o Estado (1.356 unidades na capital e Grande São Paulo e outras 344 no interior). O contrato de estágio, de no mínimo seis meses e máximo de 12, pode ainda ser prorrogado por mais 12 meses.

Os novos estagiários irão substituir os alunos que em 2009 se formaram no 3º ano do Ensino Médio e concluíram o seu estágio. Neste ano, está prevista a participação de 13 mil estudantes nos estágios oferecidos em 3.572 escolas paulistas.

Aluna da Escola Estadual Ana Rosa, localizada na Vila Inah, na Capital paulista, Érika Cristina Santos começará o estágio na próxima semana e acredita que será muito bom para seu currículo profissional. “Espero ganhar experiência e aprender a interagir com outras pessoas. Será muito bom para quando eu entrar no mercado de trabalho. Informática é muito importante. Hoje em dia tudo é tecnologia”, comenta Érika, que tem 16 anos e é aluna do 3º ano do Ensino Médio.

Sobre o Programa Acessa Escola

O Programa Acessa Escola, criado em 2008 pela Secretaria da Educação, é um dos maiores projetos de inclusão digital do Estado, que transforma as salas de informática das escolas da rede pública estadual em espaços de acesso livre à internet. A implantação obedece a um cronograma gradativo, levando em consideração critérios como: regiões com maior índice de vulnerabilidade social, condições físicas da sala de informática, tipo de link disponível, entre outros.

Inicialmente foi implantado em unidades da capital, depois na Grande São Paulo e agora se encontra em expansão no interior. Em 2009, o Programa chegou a cerca de 1,7 mil escolas, totalizando um investimento de R$ 75,8 milhões para manutenção do projeto e ampliação da capacidade de atendimento. Para este ano, a previsão é chegar a 3.572 escolas, sendo 1.356 na capital e Grande São Paulo e outras 2.216 no interior. Para isso, foi projetado um investimento de R$ 126,4 milhões.

Desde 2008, o projeto já contabiliza mais de 3.5 milhões de atendimentos. Neste ano, a expectativa é que o programa alcance a marca de 8 milhões de atendimentos.

Da Secretaria da Educação

Compartilhe!
Tagged with:  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *