Festa já começou, com inauguração de nove polos e lançamento do programa de bolsas de estudos


O Projeto Guri, referência de ensino musical a crianças e jovens entre seis e 18 anos, vive um momento especial: a comemoração de seus 15 anos, em 2010. Para comemorar, programou diversas ações, a começar da inauguração, até o final deste mês, de mais nove polos, nas cidades de Fernandópolis, Urupês, Ubarana, Pirapozinho, Itapetininga, Rafard, Piratininga, Jaborandi e Pontalinda. Após as inaugurações, crianças e adolescentes dessas cidades terão acesso a cursos de voz e instrumentos de corda, sopro, percussão e iniciação musical.

Outra grande novidade para celebrar a data será o lançamento do Programa de Bolsas de Estudos no próximo dia 7, durante evento na Sala São Paulo. O programa será custeado por um fundo, constituído por doações de pessoas físicas e jurídicas. Segundo a presidente do Conselho Administrativo da Associação Amigos do Projeto Guri (AAPG), organização social de cultura responsável pela gestão do Projeto Guri, Ana Maria Wilheim, trata-se de iniciativa inédita na história da organização, com o objetivo de apoiar ex-alunos a darem continuidade aos estudos musicais. “O programa foi inspirado pela demanda de duas ex-alunas, Anna Janaína Murakawa e Milena Salvatti, que iniciaram os estudos em polos do Projeto Guri e continuaram em outras organizações de ensino musical do Brasil, até seu aprimoramento no exterior”.

A violinista Anna Janaína foi convidada para fazer graduação em violino na Academia Pancho Vladigerov, em Sófia, Bulgária, com a professora Eugenia Popova. Assim, em 2008, a AAPG concedeu a Anna uma bolsa de estudos de um ano e meio, garantindo a passagem aérea e sua subsistência na Bulgária durante esse período. Já Milena frequenta aulas de violoncelo na Academia de Musikhochschule, de Lucerna, Suíça, a convite do professor Marek Jerie.

Segundo a conselheira, graças à AAPG, mais de mil educadores musicais foram contratados no Estado de São Paulo, sem contar que muitos ex-alunos hoje são funcionários da instituição. É o caso de Damásio Rodrigues, no Guri desde 1998, primeiro como aluno de canto e percussão, e doze anos depois, como auxiliar administrativo. “Na minha família, somos três irmãos, todos com experiência no Guri, um período muito bom para a gente que estava na adolescência. Além da música, aprendemos a conviver em equipe, a ter disciplina”. Rodrigues divide a música com os estudos do 2º ano do curso de pedagogia. Mais tarde quer atuar como pedagogo, dar aulas de música e especializar-se em musicoterapia.

Apoio

Criado pela Secretaria de Cultura, o Projeto Guri iniciou suas atividades em 1995 com o objetivo de promover a inclusão social e cultural de meninos e meninas por meio do ensino da música. Já no começo obteve excelentes resultados, lembra a ex-presidente e atual membro do conselho consultivo da AAPG, Melanie Farkas. “Já nasceu como um importante projeto, inspirado em outro semelhante na Venezuela. Tivemos a idéia de criar a organização que nos deu um retorno espetacular”.

Melanie conta que o Guri se tornou algo muito maior, com uma estrutura grandiosa. “Durante os 13 anos em que estive na presidência, tivemos uma experiência rica, com resultados extraordinários. As apresentações do Guri marcaram muito – dentro do Festival de Inverno de Campos do Jordão, na Sala São Paulo, na Áfríca do Sul e durante um evento da ONU, em Nova Iorque, no interior do Estado – além da gravação de CDs com artistas de renome. “Foi um período de muito investimento afetivo, de emoção, de trabalho em equipe,” diz a também psicanalista Melanie.

Atualmente, o projeto atende cerca de 40 mil alunos em mais de 300 municípios paulistas. Além do Governo do Estado, seu principal parceiro e mantenedor, a AAPG recebe o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. De dois anos para cá, promoveu diversas mudanças para a melhoria qualitativa da gestão e do atendimento social e pedagógico. Entre as iniciativas já implementadas estão a criação do Circuito de Aulas-Espetáculo, a construção de um acervo literário em todos os polos, e lançamento de polos regionais e regionais administrativas, estruturas responsáveis pelo atendimento dos polos por regiões do Estado de São Paulo.

Para este ano, as aulas-espetáculo, por exemplo, têm como o tema a Cultura Popular Paulista, com o intuito de mostrar as ricas manifestações culturais do Estado. São apresentações interativas de grupos musicais brasileiros, com propostas inovadoras na música instrumental, popular e erudita.

Os cursos no Projeto Guri são gratuitos e não há necessidade de seleção. Para a inscrição, os interessados deverão estar regularmente matriculados na escola.

Bolsas de estudo

O Programa de Bolsas de Estudos tem a proposta de destacar jovens músicos que tenham freqüentado as salas de aula do Projeto Guri, como forma de incentivá-los a dar continuidade aos estudos musicais em outras instituições. O lançamento no dia 7 de abril terá a presença do renomado jazzista cubano Gonzalo Rubalcaba, vencedor do Grammy, que se apresentará com a Banda Mantiqueira, uma das mais importantes big bands do Brasil. O show contará com um Coro formado por alunos do Projeto Guri.

Serviço

Informações: (11) 3367-9500
Outras informações: www.projetoguri.org.br

Da Agência Imprensa Oficial

Compartilhe!
Tagged with:  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *