Robson Leandro da Silva levou o primeiro lugar na categoria “Minha história”, com uma trajetória que começou no Acessa SP

Lan houses, telecentros e postos do Acessa SP podem ser muito mais do que simples pontos de conexão e tornarem-se uma oportunidade de desenvolvimento profissional, cultural e social. É o que comprova o Prêmio Conexão Cultura, realizado nesta quarta-feira, 31 de março, no Teatro Franco Zampari na capital paulista.

Entre 725 inscritos foram selecionados 12 finalistas, nas categorias “Minha história” e “Melhores Práticas de Gestão”, ambas divididas nos setores público e privado. O formador do Acessa SP, Robson Leandro da Silva, da Escola do Futuro da USP, levou o primeiro lugar na categoria “Minha história – Público”.

A trajetória no Acessa SP começou em um período de desemprego, quando ele passou a frequentar o antigo posto do Jardim Morganti, na região de Itaquera para pesquisar postos de trabalho via Internet. O que era pra ser apenas um meio para a procura de vagas, pela conexão gratuita, se tornou uma forma de compartilhar com os demais usuários sua paixão por História.

Na Rede de Projetos do Acessa SP ele desenvolveu o “Meu lugar: São Paulo”, um programa de aulas que aliava o uso da Internet à teoria sobre monumentos históricos da cidade, incluindo visitas a alguns dos locais estudados.

A ação rendeu o que Robson buscava inicialmente: um emprego. Atualmente, ele é capacitador do programa paulista no qual orienta, incentiva e dá suporte aos monitores dos postos na criação de novos projetos. Para ele, o prêmio representa a importância do papel dos monitores, no sentido de levantar as necessidades locais e buscar melhores alternativas:

“Espero que o prêmio possa contribuir para inspirar o monitor a olhar ainda mais para o usuário, que muitas vezes precisa só de um empurrãozinho para mudar de vida. Estou muito feliz e acho que este é um recado para os monitores, pois todos eles têm parte neste prêmio. Se não fosse a monitora Ana Siqueira, do antigo posto Jardim Morganti, eu não estaria aqui hoje”, enfatiza.

Os vencedores de cada categoria foram premiados com laptops e, os segundos e terceiros lugares receberam câmeras digitais e celulares, respectivamente.

Saiba mais – O Prêmio Conexão Cultura foi criado para reconhecer ações realizadas em lan houses e telecentros que contribuam para a redução da desigualdade social e impulsionem a inclusão digital. Trata-se de um desdobramento do programa Conexão Cultura , lançado pela Fundação Padre Anchieta em 2009, que tem o apoio de parceiros como Itaú Cultural, Sesc-SP, Senac e Acessa SP.

Confira a lista dos vencedores:

Categoria “Minha história – Público”
1o – Robson Leandro da Silva
2o – Cristina da Rosa Nascimento
3o – Edgar Batista Neto

Categoria “Minha história – Privado”
1o – Sandra Regina Morais
2o – Roxane Souza
3o – Carla Gomes Nascimento

Categoria “Práticas de Gestão – Público”
1o – Antônio Wagner Araújo
2o – Mariza Eliziaria Souza Lopes
3o – Willamy Galvão da Silva

Categoria “Práticas de Gestão – Privado”
1o – Celso Cerqueira Lima
2o – Luciene Fontes
3o – Marcelo de Paula Carvalho

Voto popular
Willamy Galvão da Silva

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *