Competição é voltada alunos do Ensino Fundamental e Médio de escolas públicas e particulares de todo o País

Estão abertas as inscrições para a 2ª Olimpíada Nacional de História do Brasil (ONHB), promovida pelo Museu Exploratório de Ciências da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A competição é voltada aos alunos do 8º e 9º anos do ensino fundamental e demais séries do ensino médio, de escolas públicas e particulares de todo o País. Os interessados devem se inscrever no site da Unicamp (www.mc.unicamp.br) até o dia 6 de agosto. A taxa de inscrição por equipe é de R$ 15 para escolas públicas e de R$ 35 para escolas particulares.

A primeira edição, realizada no ano passado, teve mais de 15 mil participantes inscritos e reuniu cerca de duas mil pessoas na fase final. Uma equipe formada por alunos do 3º ano do Ensino Médio da Escola Estadual Professor Emygdio de Barros, localizada no bairro do Butantã, na capital, foi premiada com a medalha de prata e outras dez equipes de escolas da rede estadual paulista receberam menção honrosa. “É uma experiência muito rica. Eles têm a possibilidade de acesso a documentos históricos, de aprofundar os assuntos estudados em sala de aula”, conta Marina Ferri, professora de história da EE Emygdio Barros, que orientou a equipe medalhista. “Também foi muito importante para os alunos, que se sentiram mais seguros para encarar o vestibular”, acrescentou.

Natanael Fernandes, de 18 anos, integrou a equipe medalhista da Emygdio, e disse que a intenção, em princípio, era participar da competição como treino para o vestibular. “A ideia era estudar para o vestibular, não esperávamos chegar tão longe”, conta Natael, dizendo que a olimpíada também lhe ajudou a descobrir sua real vocação. “Quando participei da olimpíada, já havia me inscrito na Fuvest para prestar letras, mas tenho muito interesse pela história. Ainda não sei se pedirei transferência de curso ou farei uma pós-graduação em história, mas seguirei a área de alguma forma”, disse o estudante, que atualmente cursa o primeiro ano de letras na Universidade de São Paulo.

As equipes devem ser compostas por três estudantes e orientadas por um professor de história. A olimpíada compreende seis fases, sendo cinco on-line e uma presencial (na própria Unicamp), nas quais as equipes terão que resolver problemas propostos pela organização, que envolvem questões, pesquisadas e tarefas a serem cumpridas. A primeira etapa começará em 19 de agosto, data em que é comemorado o Dia Nacional do Historiador e celebrado o nascimento do jornalista e historiador Joaquim Nabuco (em 2010, também é comemorado o centenário de sua morte, ocorrida em janeiro de 1910).

Após a final da olimpíada, os professores responsáveis por essas equipes permanecerão na Unicamp para realizar capacitação de uma semana. O evento premiará escolas, alunos e professores com medalhas de ouro, prata e bronze e certificados de participação. A escola receberá doação de livros para o acervo de sua biblioteca e a assinatura da Revista de História da Biblioteca Nacional por um ano.

Compartilhe!
Tagged with:  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *