Horário de funcionamento será a partir das 10 horas até o término das refeições de cada estabelecimento

As 31 unidades do restaurante Bom Prato vão oferecer aos clientes cardápios especiais nos dias 15 e 25, data em que serão disputados os jogos da seleção na Copa do Mundo. O preço será o mesmo das refeições convencionais – R$ 1. O horário de funcionamento será a partir das 10 horas até o término das refeições de cada estabelecimento.

O menu inclui pratos como picado à fazendinha, frango à moda da copa, carne caipira, quibe assado, calabresa ao molho argentino, batata doce refogada, cenoura com ervilha e milho, macarrão à primavera e pirão de peixe, entre outros pratos. Para completar serão oferecidos sucos e sobremesas.

O restaurante Bom Prato de Santo Amaro televisionará os jogos brasileiros, inclusive nas disputas das 15h30. Os endereços dos restaurantes podem ser consultados no site da Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codeagro – http://www.codeagro.sp.gov.br/ ), responsável pelo programa.

Sobre o Bom Prato

Criado pelo Governo e desenvolvido pela secretaria de Agricultura e Abastecimento, o programa tem o objetivo de garantir a segurança alimentar, especialmente à população de baixa renda, fornecendo refeições balanceadas com qualidade e cardápio variado.

As refeições, servidas no horário do almoço, totalizam 1,6 mil calorias e são compostas de arroz, feijão, carne, farinha de mandioca, salada, legumes, suco, frutas e pão. O custo de cada refeição é R$ 3,25, com subsídio de R$ 2,25 por parte do Governo do Estado (conforme Resolução SAA 22, de 1/8/2005), fazendo com que o usuário tenha uma refeição completa pagando apenas R$ 1. Menores de seis anos não pagam.

As 31 unidades em funcionamento (17 na Capital, três na Grande São Paulo, uma na região do ABCD, sete no interior e três no litoral), fornecem mais de 43 mil refeições/dia.

Para a instalação do restaurante é firmado um convênio entre o Governo e entidades comunitárias e assistenciais da sociedade civil, sem fins lucrativos, que já atuem junto à população na área da instalação da unidade. Todas começam fornecendo 1,2 mil refeições e podem receber aumento de cota conforme avaliação contínua da equipe técnica de monitoramento.

As refeições são constantemente monitoradas por nutricionistas da própria Secretaria e periodicamente enviadas amostras para análise no Instituto de Tecnologia de Alimentos, ligado à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios da Pasta (Ital/Apta/SAA). Devido ao elevado padrão de qualidade exigido pelo programa, todas as unidades contam, obrigatoriamente, com um nutricionista fixo.

Cada unidade gera de 15 a 20 empregos diretos, entre profissionais administrativos, gerentes, nutricionistas, cozinheiros, auxiliares de cozinha e limpeza, todos vinculados à entidade gestora, contribuindo para política pública de geração de renda, emprego e capacitação profissional.

O prato-base conta com arroz, feijão, farinha de mandioca e pão, Já as guarnições (salada, carne, legumes, fruta e o suco) mudam diariamente, mediante aprovação da equipe de nutricionistas que avalia critérios calóricos, combinação de alimentos, densidade, coloração e apresentação.

Da Secretaria de Agricultura e Abastecimento

Compartilhe!
Tagged with:  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *