Doze destaques da Rede de Projetos foram selecionados para a última etapa

O Prêmio Acessa SP 2011 encaminha-se para a sua grande final, com a seleção dos 12 projetos de destaque apresentados ao comitê avaliador na última quarta-feira, 27.

Na terceira e última fase do Prêmio Acessa SP, os doze finalistas se apresentarão para uma Banca Julgadora, que poderá fazer perguntas sobre o projeto e irá selecionar, ao final, os três vencedores do Prêmio Acessa SP e o Projeto de destaque da Categoria Prêmio do Júri.

Os doze projetistas que chegaram à final serão premiados com máquina fotográfica digital, certificado, troféu e placa para o posto. Os três vencedores ganharam notebooks, e o destaque do Júri leva um Datashow.

Conheça os doze finalistas do Prêmio Acessa SP 2011:

A leitura e o editor de Texto / Posto Barão de Antonina – aproveitando que o Acessa SP da cidade fica dentro da Biblioteca, a Josimara Bortoti desenvolveu um projeto que integra informática e leitura. Os usuários são estimulados a fazer resumos de livros, que são utilizados para aulas de digitação e formatação através de editor de texto.

Sua vida em tuas mãos / Posto Ilha Solteira – Ana Luiza Xavier buscou adolescentes sem oportunidade de acesso ao computador na cidade para desenvolver o projeto, que desenvolve competências pessoais e profissionais que garantam a formação global dos alunos, ampliando as possibilidades de inserção social e profissional.

Estudantes pesquisando na net / Iracemápolis – após constatar que aproximadamente 80% dos usuários do Acessa SP na cidade são estudantes, e percebendo a falta de conhecimentos e cuidados para o acesso à web, a projetista Simone Zangirolimo formou turmas para ensinar ferramentas de pesquisa na internet, navegação segura e a plataforma Google Docs.

Inclusão digital e a terceira idade – Razão de Viver de Lourdes / Lourdes – a projetista Gisele Tonchis buscou temas de interesse para atrair os idosos da cidade para o Acessa SP. Através de serviços eletrônicos como a Nota Fiscal Paulista e entretenimento, como o Orkut, consegue atrair cada vez mais usuários.

Informática para terceira idade / Macatuba – medo e falta de conhecimento são algumas das justificativas que levam a maioria dos idosos a não usarem o computador. Com essa constatação, Nelson Barbosa iniciou projeto que ensina o uso e a manipulação dos recursos do computador para o conhecimento básico de informática e internet, promovendo a valorização e a inclusão dos idosos.

Introdução à educação digital / Marabá Paulista – a projetista Elisângela Aparecida desenvolveu oficina para levar conhecimento sobre a utilização das novas tecnologias aos profissionais da área da educação.

Nota Fiscal Paulista / Mendonça – o projeto da Daiane Lippa divulga e ensina todas as funcionalidades da Nota Fiscal Paulista, como cadastro, consulta e transferência de créditos.

Eleições 2010 – aprendendo a votar / Orlândia – Danilo Fujise utilizou no Acessa SP um simulador do TSE para ensinar a população de Orlândia a utilizar a urna eletrônica e não perder o voto nas eleições 2010.

Arte Pinda / Pindamonhangaba – No posto Bosque da Princesa, a projetista Rosana Belló aproveitou a vocação da cidade para o artesanato e reuniu artesãos para ensinar informática com o objetivo de utilizar a web como instrumento de divulgação e comercialização dos produtos desenvolvidos.

Conhecendo a minha história / Pirangi – o projeto desenvolvido pelo Muriel Brefore reúne cidadãos com diferentes níveis de escolaridade e dificuldades de leitura e escrita, e aproveita a tecnologia para a alfabetização. No blog www.conhecendominhahistoria.blogspot.com, os alunos contam suas próprias histórias de vida.

Google Docs / São Lourenço da Serra – no posto central de São Lourenço da Serra, muitos usuários do Acessa SP reclamavam não ter onde salvar seus arquivos. A partir daí, o projetista Junio Cesar desenvolveu cursos sobre a plataforma GoogleDocs, forma segura de salvar arquivos na rede.

Capacitação traz oportunidades / Taquaritinga – no posto, que tem maior parte de seus usuários com idade entre 15 e 22 anos, a Jaci Pozetti constatou que todos passavam o dia todo acessando redes sociais e mensagens instantâneas. Decidiu desenvolver projeto para ensinar todas as etapas e instrumentos necessários ao ingresso no mercado de trabalho.

Rede de Projetos

A Rede de Projetos do Acessa São Paulo (RdP)é um espaço que tem como objetivo levar novos conhecimentos para a comunidade em que se situa o Posto do Acessa São Paulo e fazer dele mais que um lugar de acesso à internet. Mais de 300 planos já foram desenvolvidos e aplicados em salas do Programa espalhadas pelo estado. Todos são compartilhados no portal da RdP. Assim, é possível que haja um intercâmbio entre monitores de diferentes municípios, com o aprimoramento e a replicação de projetos expressivos.

Acessa SP

O Acessa SP é um programa de inclusão digital do Governo do Estado de São Paulo que já ultrapassou a marca de 50 milhões de atendimentos. Desde a sua fundação, em 2000, são mais de 2 milhões de usuários cadastrados. Ao todo, são 623 postos em funcionamento em 533 municípios, com mais de 5 mil computadores e 1,2 mil monitores.

Nas unidades do programa, o usuário tem o acesso gratuito à internet banda larga em um período de 30 minutos por acesso. O uso é ilimitado. Ao término do tempo, basta apanhar uma nova senha e aguardar a vez. O programa Acessa SP está vinculado à Secretaria de Gestão Pública e é gerido pela Prodesp (Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo).

Fonte: Secretaria de Gestão Pública

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *