A partir de sábado, 23/7, quatro parques de São Paulo entram no roteiro literário da cidade.

O Prêmio São Paulo de Literatura, realizado pela Secretaria de Estado da Cultura, vai distribuir exemplares de todos os livros finalistas do prêmio e convida os leitores a curtir a obra – no próprio parque ou em casa – e depois devolvê-la no mesmo local, para que outra pessoa a leia. Quem quiser sair à procura dos livros, pode seguir para o Parque Ibirapuera (Zona Sul); Parque da Água Branca (Zona Oeste); Parque da Juventude (Zona Norte) e Parque do Carmo (Zona Leste). Cada parque receberá 20 obras, uma de cada finalista. No Parque da Juventude, que abriga a Biblioteca de São Paulo, serão colocados 40 livros.

“O Governo do Estado de São Paulo incentiva a leitura por meio de vários eventos e programas da Secretaria de Cultura. O Prêmio São Paulo de Literatura celebra os melhores romances publicados no ano, dá visibilidade aos livros e escritores e os aproxima do público leitor, por meio de ações como essa e de bate-papos realizados nos sábados de julho na Livraria Cultura”, afirma o Secretário de Estado da Cultura, Andrea Matarazzo.

Entre os finalistas na categoria Melhor Livro do Ano estão Azul-corvo, de Adriana Lisboa; Paisagem com dromedário, de Carola Saavedra; Minha mãe se matou sem dizer adeus, de Evandro Affonso Ferreira; Do fundo do poço se vê a lua, de Joca Reiners Terron; Chá das cinco com o vampiro, de Miguel Sanches Neto; Bolero de Ravel, de Menalton Braff; Poeira: demônios e maldições, de Nelson de Oliveira; Traduzindo Hannah, de Ronaldo Wrobel; Passageiro do fim do dia, de Rubens Figueiredo e Os negócios extraordinários de um certo Juca Peralta, de Sérgio Mudado.

Os Malaquias, de Andréa del Fuego; Perácio – relato psicótico, de Bráulio Mantovani; A ilusão da alma – biografia de uma ideia fixa, de Eduardo Giannetti; Prosa de papagaio, de Gabriela Guimarães Gazzinelli; Inúteis luas obscenas, de Helio Pólvora; Manhã do Brasil, de Luis Alberto Brandão; Os unicórnios, de Marcelo Cid; Método prático da guerrilha, de Marcelo Ferroni; O dom do crime, de Marco Lucchesi e Lugar, de Reni Adriano, concorrem na categoria Melhor Livro do Ano – Autor Estreante.

Os vencedores do Prêmio São Paulo de Literatura nas categorias Melhor Livro do Ano e Melhor Livro do Ano – Autor Estreante, serão conhecidos durante a cerimônia de premiação na segunda-feira (01.08), no Museu da Língua Portuguesa. Cada um leva R$ 200 mil reais.

Livro nos Parques – Prêmio São Paulo de Literatura
Data: a partir de sábado (23.07)

Parque do Ibirapuera
Av. Pedro Álvares Cabral, s/n – Ibirapuera
Horário de funcionamento: Das 5h às 00h

Parque da Água Branca
Av. Francisco Matarazzo, 455 – Água Branca
Horário de funcionamento: Das 6h às 22h

Parque da Juventude
Av. Zachi Narchi, 1309 – Santana
Horário de funcionamento: Das 7h às 00h

Parque do Carmo
Av. Afonso Sampaio Souza, 951 – Itaquera
Horário de funcionamento: Das 6h às 18h

Fonte: Secretaria de Estado da Cultura

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *