Cidade também tem eventos ligados à colheita da uva, principal produto da região

São Miguel Arcanjo, distante a 181 quilômetros da capital, é um ótimo destino turístico no sudoeste paulista. E quem resolve visitá-la, assim que chega ao município, já nas rodovias, pode encantar-se com os grandes campos de videiras ou aventurar-se no Parque Estadual Carlos Botelho.

Na cidade, o visitante encontra várias atrações tanto em ecoturismo, quanto em turismo histórico-cultural. Um exemplo é o “Colha e Pague”, onde o turista pode colher os cachos de uvas diretamente da videira e em seguida pesar as frutas, pagá-las e saboreá-las. Há também vinícolas artesanais, que hoje fazem parte de um roteiro denominado Rota do Vinho.

A Lagoa do Guapé é uma área de lazer onde os turistas podem se divertir. O local oferece uma área verde preservada e atrativos para todas as faixas etárias, como pista de caminhada, playground, espaço para piquenique e área para descanso. É ali que também acontece o Festival de Pesca Esportiva.

Outro ponto turístico para se visitar é a Igreja Matriz. Localizada na Praça Tenente Unias, é nela que os fiéis celebram o dia do Arcanjo Miguel, padroeiro da cidade, em 29 de setembro.

No Centro de Comercialização Artesanal o turista encontra um espaço para conhecer peças produzidas por artesões da cidade e também degustar especialidades da culinária local, o grande destaque é o bolinho de frango.

Quem estiver procurando sossego ou um programa mais intelectual pode aproveitar um ótimo lugar para leitura. É num casarão cercado por jardins que fica a Casa da Cultura Professora Diva Galvão Nogueira França, onde funciona a biblioteca municipal.

E para juntar toda a família para momentos agradáveis existe o Jardim Takefu. No local foi construído em homenagem à amizade internacional entre os habitantes de São Miguel Arcanjo e da província de Takefu, no Japão, um grande portão japonês chamado Tori.

Parque Estadual Carlos Botelho

Um dos destinos que mais atraí turistas na cidade é o Parque Estadual “Carlos Botelho”. Com uma área de mais de 37 mil hectares remanescente de mata atlântica, é uma das regiões mais bem preservadas do Brasil. Em 1998, o parque recebeu da UNESCO o título de “Sítio do Patrimônio Mundial da Humanidade”.

Em seu interior, encontram-se rios e cachoeiras, além de animais ameaçados de extinção, tais como, o mono-carvoeiro – maior primata das Américas -, jacutinga, onça-pintada, além de espécies vegetais, como o palmito-juçara, entre outras. Além das inúmeras trilhas, também é possível praticar diversas atividades ligadas ao ecoturismo, como trekking, arvorismo e observação de aves.

Em outras épocas

A cada ano a cidade recebe turistas atraídos pela Festa da Uva Itália. Na última edição, realizada entre fevereiro e março, houve cerca de 150 mil visitantes. Na Festa Folclore o turista pode conferir um evento que resgata as tradições e manifestações culturais locais com shows, torneio de truco, festival de bolinho de frango, exposições fotográficas e artesanato local.

Fonte: SP Notícias

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *