da época em que não falava com ninguém e era feliz.
Hoje todo mundo fica junto na operação e percebo a falsidade das
pessoas,na sua frente é querida pra lá fofinha pra cá e pelas costas
meu Deus é um querendo comer o outro.
Gostaria muito que essas pessoas soubessem que estamos todos no mesmo barco.(os operadores)
E que ninguém é melhor que ninguém!!!
As pessoas deviam se conscientizar e cuidar da própria vida,da própria saúde e da própria aparência.

Flaviane, 21 anos, de São Paulo

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *