Secretário Paulo Alexandre esteve reunido com comitiva de vereadores e anunciou que vai estudar criação de incubadora de empresas no município

O município de Morro Agudo, na região de Barretos, terá novos cursos do programa Via Rápida Emprego em 2012. O anúncio foi feito durante audiência do secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Paulo Alexandre Barbosa, com os vereadores Darci Martins (presidente da Câmara), Flávio Bueno e Rogério Antonio, nesta quarta-feira (24), no Palácio dos Bandeirantes. Durante o encontro, agendado pelo deputado federal Dimas Ramalho (PPS), o secretário informou também aos vereadores que vai estudar a possibilidade de criar uma incubadora de empresas no ramo de confecções.

Os cursos do Via Rápida Emprego que serão destinados à população levarão em conta as potencialidades do município e as necessidades de mão de obra. Morro Agudo é o maior município brasileiro em área plantada de cana de açúcar e conta com duas usinas, que geram emprego e renda para a maior parte da população. Além disso, existem oito usinas de açúcar num raio de sessenta quilômetros.

De acordo com o secretário Paulo Alexandre Barbosa, os programas e ações da Secretaria auxiliarão o desenvolvimento econômico da região e a qualificação profissional, com cursos voltados às necessidades dos trabalhadores. “Vamos também estudar a possibilidade de criar uma incubadora de empresas, pensando principalmente na mão de obra feminina, pois já existe um núcleo de fábricas de confecção em formação no município”, acrescenta.

Sobre o Via Rápida Emprego: É um programa do Governo do Estado que oferece capacitação profissional gratuita para os cidadãos que buscam ingressar no mercado de trabalho ou abrir seu próprio negócio. Os cursos são definidos de acordo com as demandas regionais. Neste semestre, o programa disponibilizou 30 mil vagas em mais de 400 municípios. Para o próximo ano, a previsão é atender mais 125 mil cidadãos.

As capacitações são intensivas, com duração de no máximo três meses. Isso permite ao aluno concluir o curso rapidamente e se candidatar às oportunidades de emprego. Como forma de incentivo, os participantes recebem material didático e subsídio de transporte no valor de R$ 120. Desempregados, sem seguro desemprego ou benefício previdenciário, também têm direito à bolsa-auxílio mensal de R$ 210 durante o período do curso.

Mais informações no site www.viarapida.sp.gov.br

Fonte: Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia

Compartilhe!
Tagged with:  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *