A 153 km de SP, cidade é conhecida como capital histórica do Circuito das Águas

Se você quer conhecer um pouco como era a cultura durante o ciclo do café, visite a cidade de Amparo. Ao chegar à cidade, você se encantará com as ruas pequenas e charmosas, o colorido do casario colonial (que abriga museus, espaços culturais e escolas) e as igrejas neoclássicas, como a catedral Nossa Senhora do Amparo e a igreja Nossa Senhora do Rosário. O cuidado com a preservação do patrimônio arquitetônico e histórico rendeu à cidade o título de capital histórica do Circuito das Águas.

Entre os prédios centenários, destaca-se o Museu Histórico Pedagógico Bernardino de Campos que reúne em seu acervo cinco mil peças dos séculos 19 e 20 doadas pelos próprios moradores. Ali, você encontrará relíquias como uma concertina (instrumento musical do estilo do acordeão), frascos de lança-perfume, palmatórias e armas usadas na Revolução de 1932.

Em Amparo, você encontrará dois prédios tombados pelo Condephaat. A pinacoteca Dr. Constâncio Cintra, que antes era residência do chefe da estação ferroviária, e a biblioteca pública municipal “Carlos Ferreira”.

Mas, Amparo é muito mais que história. A cidade também é conhecida pela sua natureza exuberante, águas medicinais e clima ameno. Quem quiser conhecer a mata nativa da região, pode escolher entre o turismo ecológico ou de aventura. No pesqueiro Dois Lagos, por exemplo, você poderá apreciar uma bela paisagem num ambiente agradável para toda a família, além de curtir uma bela pescaria. Os equipamentos como vara, anzol e ração para os peixes são encontrados no local. Você ainda pode se deliciar com deliciosas porções feitas e servidas na hora.

Se o que você gosta mesmo é sentir adrenalina, a cidade oferece opções como trekking, rapel, canyoning, ciclismo e escalada outdoor. O município abriga um trecho da Mata Atlântica dentro da Reserva Ecológica Mundão das Trilhas. A reserva tem 314 mil metros quadrados de área verde, cinco quilômetros de trilhas em 25 percursos com diferentes graus de dificuldade. O local é privado, mas vale a pena conferir. Antes mesmo de se aventurar pela mata, você já encara a primeira emoção: é preciso atravessar o rio Camanducaia de tirolesa ou balsa. A reserva é puro deleite: riachos, vales, cachoeiras, piscinas naturais e cavernas. Ali você ainda poderá ver de perto animais como quati, raposa e cachorro do mato.

Para recuperar o fôlego, a dica é um passeio pelos parques da cidade. O parque Alonso Ferreira de Camargo, mais conhecido como Jardim Público, tem dois parques infantis, coreto e fontes com carpas. Quem gosta de orquídeas, deve visitar o parque ecológico. O orquidário possui mais de 500 mil vasos e 25 mil espécies raras e exóticas. O local abriga ainda o observatório municipal.

Amparo também agrada os turistas que vão em busca de artesanato. As famosas bonecas de pano podem ser encontradas no Espaço Cultural Edu Bastos – o local abrigou a antiga estação de trem. A cidade oferece ainda uma feira permanente onde os artesãos da cidade, expõem e vendem trabalhos de lã, bordados, crochê, madeira, couro, tecido e esculturas, entre outros itens.

Fontes

Amparo foi o primeiro município do circuito das águas paulista a ser considerado como estância hidromineral. Suas águas brotam das rochas montanhosas e são indicadas para o tratamento de asmas, bronquites e diabetes. A cidade possui várias fontes de águas minerais, todas com excelentes propriedades medicinais e terapêuticas. Entre elas estão Bocaina, Nossa Senhora do Amparo, São Vicente de Paula, São Benedito, Nossa Senhora Aparecida, Santa Rita de Cássia e Fonte da Serra entre outras.

Além de Amparo, o Circuito das Águas Paulista é formado por mais sete cidades:Águas de Lindóia, Lindóia, Socorro, Serra Negra, Monte Alegre do Sul, Pedreira e Jaguriuna. Cada uma delas com suas particularidades, mas sem sombra de dúvida, todas muito belíssimas.

Turismo rural

Para quem quer curtir o que existe de melhor da vida no campo, o Departamento de Turismo da cidade preparou um roteiro completo em algumas fazendas da região.

Na Fazenda Atalaia, por exemplo, você poderá participar da ordenha das vacas leiteiras, alimentar os animais, conhecer o processo de beneficiamento do café, fazer uma caminhada passando por plantações, mata nativa, casas de pedra e antigo leito de estrada de ferro da Companhia Mogiana. Tudo isso, além de saborear um delicioso café feito com produtos da própria fazenda.

Visite também a Fazenda Engenho das Palmeiras que serviu de cenário para as gravações da novela “O Rei do Gado” da Rede Globo. Com belíssimas pinturas do início do século 20 nas paredes internas e nos tetos da casa sede, é a única fazenda na região que funcionou um antigo engenho de cana de açúcar. No interior, estão móveis, lustres e outros objetos da época áurea do ciclo do café.

Outra fazenda cinematográfica é a São Sebastião, onde foram gravados vários comerciais, minisséries para TV e filmes como A Carne e a novela Os Imigrantes. Hoje ela conta com um dos restaurantes mais procurados pelos visitantes, servindo pratos sofisticados em um local rústico e original. Além de conhecer toda sua parte histórica e deliciar saborosos pratos o visitante ainda pode descansar em uma rede sobre a sombra das árvores ou descontrair-se num passeio de pedalinho pelo lago.

Como chegar

Amparo fica a 153 quilômetros da Capital. Você tem três opções para chegar à cidade. A primeira é pela Via Anhanguera. Entre após passar por Jundiaí no quilômetro 61 em direção à Itatiba. Chegando em Itatiba, na segunda rotatória vire à direita e siga sentido Morungaba, passe por essa cidade e siga em direção a Amparo.

Outra opção é pela Rodovia dos Bandeirantes. Na saída 59, entre após o Restaurante Lago Azul à direita, sentido Itatiba, siga em frente no trevo de Itatiba, passe por Morungaba, e siga sentido Amparo. Por último, vá pela rodovia Fernão Dias, passe por Mairiporã, Atibaia entre em Bragança Paulista e siga em direção a Amparo.

Para conferir como está o trânsito nas estradas, acesse os sites da Secretaria Transportes (http://www.transportes.sp.gov.br) e do DER (http://www.der.sp.gov.br). O internauta pode ver o fluxo graças às 33 câmeras espalhadas pelo Estado que transmitem imagens em tempo real.

Fonte: SP Notícias

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *