Conhecida como Princesa do Litoral, cidade reúne diversidade nos rios, manguezais, praias e cachoeiras

Rica em belezas naturais, Iguape está localiza no litoral sul paulista, a 203 quilômetros da capital. É conhecida como a “Princesa do Litoral” e apresenta em seu interior uma grande diversidade de vegetação rodeada por rios, morros, manguezais, praias e cachoeiras.

Os turistas encontram em Iguape, além da parte natural, grandes atrativos culturais, históricos e religiosos. A cidade foi fundada em 1538 e abriga um dos maiores centros históricos e arquitetônicos preservados do Estado de São Paulo. São 64 imóveis em estilo colonial português, entre eles casarões e igrejas.

Quem visita o Museu de Arte Sacra de Iguape encontra um belo acervo constituído por aproximadamente 150 peças dos séculos 17, 18 e 19. O local foi inaugurado em 1979 e está instalado na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, construída no século 17.

Um dos pontos turísticos que mais atrai olhares é a Basílica do Bom Senhor de Iguape que foi construída por escravos em pedra, argamassa e óleo de baleia, entre os séculos 18 e 19. No seu belo interior, encontram-se imagens de santos, entre elas a de Nossa Senhora das Neves, a padroeira do município.

Já o Museu Histórico e Arqueológico está localizado no Centro Histórico da cidade, no local onde funcionou a primeira Casa de Fundição de Ouro do Brasil. A construção é de 1635 e em seu interior os visitantes encontram expostos painéis gráficos e fotográficos, objetos e documentos sobre a escravatura e os ciclos do Ouro e do Arroz.

Na parte natural, os turistas se deparam com a Praia de Leste, formada a partir do assoreamento do Rio Ribeira de Iguape. O local é singular com uma extensa vegetação de restinga em freqüente transformação. A Barra do Ribeira é uma boa opção para a pesca, praticar surf, caiaque ou simplesmente curtir um passeio de barco. O local é também a porta de entrada para a Estação Ecológica de Juréia-Itatins.

Iguape tem também uma grande tradição na música, dança, artesanato e na culinária. Os maiores exemplos dessas atividades estão na Marujada, na Reiada ou Folia de Reis e no Fandango. O artesanato, marca da cultura iguapense, possui fortes influências do negro, do índio e do europeu. Produzem-se as cerâmicas decorativas utilitárias, mais conhecidas por panelas pretas, além das cestarias, feitas principalmente de cipós e fibras, e o entalhe em madeira, em especial na caixeta, uma espécie de madeira fina e decorativa.

Os visitantes podem ainda aproveitar para saborear a culinária típica caiçara com pratos a base de farinha de mandioca e frutos do mar. Entre os destaques estão a paçoca de carne-seca, moqueca de manjuba, caldeirada de peixe salgado com pirão, cuscuz de arroz, sequilho e cocada preta.

Fonte: SP Notícias

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *