Prefeitura lança censo para traçar perfil das pessoas com deficiência e mobilidade reduzida em São Paulo

Nesta segunda-feira (19/3) o prefeito de São Paulo lançou o Censo-Inclusão, programa da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida (SMPED) que, pela primeira vez na história da cidade, fará um amplo levantamento socioeconômico para identificar o perfil e o modo como vivem as pessoas com algum tipo de deficiência em São Paulo. Por meio do estudo a Prefeitura vai identificar, mapear e levantar informações relevantes para usar como base para criar e reformular as políticas públicas da cidade voltadas para esse público. O lançamento foi feito na sede da Prefeitura, no Edifício Matarazzo, no Centro.

“O Censo-Inclusão é fundamental para que nós possamos conhecer a nossa cidade e as limitações das pessoas que moram aqui. Dessa maneira, poderemos escolher soluções para as cerca de um milhão de pessoas que moram em São Paulo e têm algum tipo de deficiência que dificulta sua mobilidade. Portanto, políticas públicas que tratem de acessibilidade são fundamentais”, afirmou o prefeito.

O Censo-inclusão é formado por 26 perguntas que tratam de temas como transporte, educação, trabalho e objetivam formar o Cadastro-inclusão, um banco de dados que poderá ser usado posteriormente pelo Poder Público para ampliar e aprimorar seu atendimento às pessoas com deficiência e mobilidade reduzida.

“Esta é uma causa humana, pública, que a SMPED tem o prazer de sair na frente de outras secretarias municipais do país. A Prefeitura tem que dar o exemplo. Precisamos criar o hábito de ter um atendimento acessível e inclusivo em todas as ações públicas. É preciso criar políticas públicas eficientes, mais ágeis e menos custosas que virão das informações colhidas no censo”, disse o secretário municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida.

O estudo será realizado via formulário de papel e pela internet. No primeiro caso, o questionário será enviado por correio para as cerca de 2,4 milhões de moradias (cadastradas na base de dados do Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU) e poderá ser remetido à Administração Pública gratuitamente na forma de carta resposta comercial. As 31 subprefeituras também irão disponibilizar o formulário em papel.

No caso do preenchimento pela internet, o interessado terá segurança e autonomia para responder as perguntas, já que as instruções serão apresentadas com recursos acessíveis. Por exemplo, pessoas com baixa visão poderão aumentar o tamanho do texto na tela do computador; e deficientes auditivos terão a opção de vídeo em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS). O endereço para opção on-line é http://www.censoinclusao.sp.gov.br/.

As respostas, tanto no formulário impresso quanto no da Internet, deverão ser enviadas até o dia 21 de maio. Os primeiros resultados do censo têm previsão para serem apresentados no final de dezembro deste ano. Em caso de dúvida, ou para mais informações, envie um e-mail para censoinclusao@prefeitura.sp.gov.br, ou ligue para 3913-4025 / 4026 / 4027 a partir de 23 de março, data de início do censo.

Fonte: Prefeitura da Cidade de São Paulo

Compartilhe!
Tagged with:  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *