Por Greice Munhoz

Waldomiro Antonio Rizzato Pereira, conhecido por todos como Miro, é monitor há 9 anos no posto Acessa SP de Guaratinguetá, localizado dentro da Biblioteca Pública da cidade. Natural de Guará, nome carinhoso pelo qual a cidade é chamada por seus habitantes, ele também morou em Belo Horizonte e nos Estados Unidos, em Boston, onde estudou e trabalhou por 5 anos.

Na Universidade de Harvard cursou Inteligência Artificial, embora não tenha chegado a exercer nenhuma função diretamente ligada ao tema. Graduado em Análise de Sistemas, trabalhou na Secretaria da Sáude de Guaratinguetá e na Prefeitura, sempre na área de informática. Em seu currículo de analista estão ainda empresas como Usiminas e Embraer.

Alto, de olhar vivo e voluntarioso, é Miro quem nos recebe para falar sobre seus anos de experiência como monitor do Acessa SP, atividade pela qual ele não esconde seu amor. Sempre atento e muito dedicado, nos fala de sua maneira de conduzir o posto e mostra os controles criados para manter a organização de seu trabalho, além das regras já estabelecidas pelo programa.

Entre um atendimento e outro, ele se dispõe a ajudar os usuários com trabalhos de escola e dúvidas das mais diversas. Professor de Inglês nas horas vagas, também tem prazer de auxiliar os usuários em questões relacionadas ao idioma.

Em quase uma década na função de monitor, Miro acabou se tornando um conselheiro da comunidade local e já ajudou muitas pessoas com problemas familiares e até dependentes químicos. Católico de formação, ele deixa claro que não se deve criticar a fé alheia, mas incentiva as pessoas a seguirem algo em suas vidas, que lhes faça bem e dê algum direcionamento.

O carinho especial dispensado a idosos e deficientes é notório e de cada um ele guarda uma história emocionante. Do usuário que costuma escrever cartas para o Senado Americano e para o presidente Barack Obama ao vovozinho que chorou ao trocar o primeiro email com o neto, são inúmeros os causos narrados por Miro, que bem dariam um livro.

Ele se orgulha de seu trabalho e segue fazendo-o com alegria. Enxerga na inclusão digital uma verdadeira missão e aproveita cada oportunidade para ir mais fundo, humanizando o que poderia ser apenas frio e burocrático e incluindo pessoas muito além da esfera digital.

Compartilhe!

2 comentários para Muito além da inclusão digital

  1. Graaaande Miro, belo trabalho envolvendo inclusão digital. No passado admirava sua performance no basquete pelo Pirelli, agora vejo que você evoluiu muito. Parabéns por suas conquistas! Quem sou? Claro que deve se lembrar, sou o Beto, irmão da Cleide de Santo André. Hoje sou jornalista, publicitário e ilustrador. Sempre quis saber onde você estava. Um grato prazer encontrá-lo firme e forte!!! Você pouco mudou, continua, pelo visto, o mesmo Miro, gente boa!!! Se sobrar um tempo, entre em contato com a gente. Ainda moramos no Brooklin/SP. Entre em contato pra um bom papo e matar a saudade, rapaz!!!! Acesse contato@zaptnews.com.br, acima tem um link com umas coisinhas que andei fazendo, aguardo o contato!!!

  2. lazara disse:

    acho interessantes todos, mas uso mais o mini curso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *