Conheça uma pouco da história do monitor Francisco Candido, da cidade de Colômbia. Um dos vencedores do III Prêmio Acessa São Paulo.

 

Meu nome é Francisco Natalino Candido. Sou o filho mais velho de um casal que acredita no poder do diálogo. Tanto que não me lembro de ter apanhado do meu pai, mas me lembro de o ver entrar no seu quarto chorando após dar algumas palmadas no meu irmão por conta de uma travessura. Naquele momento entendemos que as lágrimas daquele homem eram devidas a uma atitude que vai contra o que ele acredita e com certeza as palmadas foram mais doloridas nele do que em meu irmão.

Meus pais são pessoas legais que admiro e respeito, mas não sei que loucura foi essa de me registrarem com os nomes dos meus avós: Francisco Pinto e Natalino Candido. No começo da adolescência achava um nome estranho e às vezes ficava até meio envergonhado, mas nada que me preocupava muito já que era mais conhecido pelo meu apelido. Como meu avô era conhecido na cidade por “Seu Chico”, eu acabei ficando conhecido como Chiquim. Hoje em muitos lugares me apresento como Chiquim ao invés de Francisco, não por vergonha, mas por achar que é mais divertido e descontraído. :)

Nos primeiros anos na escola nunca fui um dos melhores alunos, queria mesmo era brincar e conversar com os colegas (mas muito mesmo), tanto que reprovei no segundo ano do ensino fundamental. Cheguei em casa já aguardando a surra prevista pelos amiguinhos da escola, mas o que encontrei foi um Senhor Sermão, que me fez ser um aluno esforçado e durante todo o ensino fundamental estar entre os três melhores alunos da turma.

Aos 14 anos comecei trabalhar como Menor Aprendiz nos Correios, o que não impediu que eu continuasse a ter boas notas na escola. Trabalhei em um lava-jato, em uma horta, servente de pedreiro, e quando trabalhava em uma casa de jogos eletrônicos escolhi cursar engenharia elétrica, e para tentar pagar a faculdade fui trabalhar em uma fabrica de calçados. Mas o curso era muito caro, eu não conseguia bolsa de estudo, o salário do meu pai também não era lá muita coisa, e a nossa renda não dava para manter o lar e bancar uma faculdade de engenharia, então no final do segundo ano tranquei minha matrícula no curso.

Mudei para Barretos no ano seguinte, onde fui trabalhar em um frigorífico a fim de retomar os estudos no próximo ano. Neste frigorífico eu trabalhei feito um cavalo, entrava as 06:00hs e saia as 20:30hs após empurrar caixas o dia todo. Mas não reclamo, pois lá comecei a me interessar mais por informática, e conhecei uma moça que me incentivou a voltar a estudar. Essa moça hoje é enfermeira em um hospital que é referencia no tratamento de câncer e também é minha esposa.

Esse incentivo aos estudos e o interesse pela informática me fez mudar de rumo, deixando a engenharia e me graduando em Sistemas de Informação.

Antes de terminar a faculdade voltei a morar em Colômbia para trabalhar em uma empresa de prestação de serviços agrícolas, não era uma empresa ruim, no entanto eu queria trabalhar com algo relacionado à minha formação, algo que eu realmente gostasse de fazer.

Em 2008 apareceu à oportunidade de trabalhar com informática na prefeitura da cidade, nesta época estava em implantação na cidade o posto do Acessa SP, fui então designado a ser monitor do posto junto com outro profissional. Nesses quatro anos de Acessa SP pude descobrir o que realmente gosto de fazer, que é trabalhar com tecnologias e com pessoas. 

Por Chiquim Candido

Compartilhe!

14 comentários para A história de vida de Chiquim Candido

  1. Regina Buzo disse:

    Adorei sua história Chiquim…e te conhecer também…Bjão

    • Chiquim disse:

      Regina foi um prazer conhecer você ! Parabéns pelo Blogueiros de plantão, acho que esse projeto deve ser replicado em muitos municípios, pois ele é ÓTIMO.

  2. Helenice Correa disse:

    Fiquei emocionada com sua história de vida e sua valentia em enfrentar as dificuldades. Parabéns e nunca desista de seus sonhos,,,

  3. Thiago Porto disse:

    Parabéns!! Vc já é um campeão!!!

  4. LUIZ DIAS MOREIRA disse:

    me emocionei c/ sua história Chiquim, me identifiquei muito com ela, esses acontecimentos em nossas vidas é que valem ser contados.

    • Chiquim disse:

      É Luiz…. nem sempre as coisas acontecem como planejamos. Mas agradeço a vida que tenho e não troco ela por nada.

  5. Adriana Santos disse:

    Família realmente é base para formação não só pessoal, mas também profissional. O apoio das pessoas que amamos nos leva muito além dos nossos sonhos.
    Parabéns Chiquim! Sucesso Sempre!

    Abraço.

    Adriana Santos

  6. Cassiano Henrique disse:

    Parabéns, pelo premio, e parabéns por desenvolver projetos que contribuem cada vez mais para a melhoria da imagem do Acessa SP!

    • Chiquim disse:

      Valeu Cassiano ! Acredito que todos temos algo de bom a oferecer para a melhoria de nosso bairro, comunidade e até mesmo da cidade. E o Acessa SP possibilita que coloquemos isso em pratica.

  7. maria disse:

    bom dia ! gostei muito de conhecer sua história .vai em frente o sucesso e para os corajosos.mesmo diante das dificuldades q vc encontrou ñ desistiu.parabéns!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *