Estudar pela internet é possível em qualquer idade

Há pouco tempo, estudar pela internet, seja através de aulas ministradas à distância ou mesmo pela velha prática autodidata, poderia não parecer uma boa ideia. Problemas técnicos e metodológicos exigiam uma melhor infraestrutura e, principalmente, criatividade para serem superados.

Mas as coisas mudaram. E mudaram bastante. Inúmeras universidades investiram pesado e deslocaram profissionais renomados para investigarem alternativas a fim de lançar mão desta tecnologia que, em pouco mais de duas décadas, revolucionou as comunicações e o comportamento humano. O objetivo era, da mesma forma, revolucionar a educação. E há quem diga que a revolução é um processo, e que nós estamos no meio dele.

> Curta a página do AcessaSP no Facebook

> Siga o AcessaSP no Twitter

Por isso, o AcessaSP preparou para você um conjunto de dicas capaz de potencializar a qualidade dos cursos que você faz via internet, e otimizar o tempo que você dedica a eles.

O quê? Você ainda não faz nenhum curso online? Então, pause esta matéria e clique nesta matéria que preparemos com cursos online oferecidos por universidade paulistas, também nesta lista de minicursos oferecidos pelo AcessaSP, e veja uma pequena parte do todo conhecimento que você está deixando passar diante dos olhos. Caso você tenha familiaridade com o idioma inglês, sugerimos uma visitinha também no Coursera, um agregador com ótimas e variadas opções. Caso queira familiarizar-se com o inglês, ou outros 37 idiomas, visite o Live Mocha, uma das alternativas gratuitas no aprendizado de línguas.

1 – Seja criterioso e não tenha pressa

Existem muitos cursos online gratuitos espalhados pela internet, entretanto, alguns deles são de qualidade discutível. Antes de matricular-se, faça uma boa pesquisa, analise as alternativas, pergunte, busque pessoas que já o cursaram e colha opiniões. Há cursos online com longas jornadas, esteja certo de ter optado pelo caminho certo.

2 – Leve a sério

As facilidades digitais são realmente úteis para facilitar sua vida. Entretanto, nada substitui a dedicação. Evite abrir sites de redes sociais ou bate-papos, foque exclusivamente na página do curso enquanto estiver estudando, pois, quando falamos em aprendizado online, a única pessoa a quem você pode enganar é você mesmo, justamente o maior interessado.

3 – Identifique suas falhas e busque soluções

Todos os estudantes têm dificuldades. O grande trunfo é saber identifica-las. E é uma tarefa simples. Fique atento aos seus principais erros, às partes em que você leva mais tempo para avançar. Tome nota e busque leituras e opções para superá-las antes de continuar suas aulas online. Em geral, os cursos oferecem uma gama imensa de material para consulta e pesquisa. Mas não deixe de manter em dia suas dúvidas e, sempre que possível, rebatê-las com um professor.

4 – Crie uma rede de contatos virtual e real

Lembre-se que, apesar de ser pensado para o estudo solitário, muitos outros estão no mesmo barco. Esta mesma aula que você começará amanhã já foi feita por muitos, e muitos mais a estão cursando ao mesmo tempo que você. A maioria dos cursos oferece formas simples de interação entre os alunos, afinal, esta é uma das premissas do ensino online. Portanto, embrenhe-se nelas. Se for para ficar longas horas em bate-papos, dê preferência para aqueles internos, relativos ao seu curso. Faça contatos, envie e-mails, troque experiências. E vá além. Caso você conheça alguém que pretende fazer o mesmo curso que você, convide-o, estabeleça um vínculo e junte forças.

5 – Motive-se, avalie seu progresso e compartilhe conhecimento

Apesar de você fazer seus próprios horários e métodos, é fácil desapontar-se com um curso quando não se nota avanço. Tenha em mente a todo momento o motivo pelo qual você está, naquele momento, em frente à tela do computador. Procure avaliar seu avanço no tema com regularidade, atentando para o conhecimento adquirido e verificando se o tempo dedicado ao curso está valendo a pena. Se você estiver fazendo tudo certo e o curso for de qualidade (lembre-se do item 1), isso será bem fácil de perceber. Aproveite o conhecimento adquirido e compartilhe-o em fóruns, bate-papo, mesas-redondas ou em atividades e locais (virtuais ou não). Explicar um tema é sempre uma ótima forma de memorizá-lo.

6 – Confie em si mesmo, lance mão dos recursos e construa um hábito diário

É necessário confiar não apenas no curso, mas em você. Acredite que você pode terminá-lo e que é possível aprender com ele. Nunca se esqueça que você está na internet e as informações estão espalhadas por ela. Cabe a você procurá-las. Quando as encontrar, use-as continuamente, sem medo ou limites, pesquise, pesquise e pesquise. E pesquise. Ah, claro, não se esqueça de… pesquisar! É você mesmo quem faz o complemento de seu estudo. E, por fim, não pare, construa o hábito de estudar, diariamente se possível. O importante é incorporar esta atividade à sua rotina e transformá-la num hábito.

Fonte: Universia

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *