O secretário, Davi Zaia, ressaltou a importância dos monitores para o sucesso do AcessaSP

O secretário de Gestão Pública, Davi Zaia, participou, nesta quarta-feira (20), da abertura do segundo dia de capacitação de monitores, no Parque da Juventude. Juntamente com Emilio Bizon Neto, gerente do Acessa São Paulo, o secretário falou sobre o programa e os investimentos que serão realizados durante esse ano.

> Curta a página do AcessaSP no Facebook

> Siga o AcessaSP no Twitter

Em conversa com os participantes, Davi Zaia reforçou a importância do trabalho dos monitores para o sucesso do programa. “Não adianta ampliarmos os investimentos, se o monitor não for atuante em seu posto e desenvolva projetos voltados para a comunidade”, afirmou. O secretário ressaltou também que a capacitação é um momento importante de aprendizagem e as informações ensinadas podem fazer com que o posto tenha ainda mais relevância social.

Secretário de Gestão Pública, Davi Zaia e o gerente do Programa Acessa SP, Emilio Bizon Neto

O gerente do AcessaSP acrescentou que novos projetos estão a caminho como novos mini cursos voltados para preparação de quem deseja atuar na Copa do Mundo bem como a ampliação na formação e qualificação dos monitores.  Ao final, Emilio Bizon, afirmou que deseja estar em contato constante com os monitores. “Estarei presente nos postos para acompanhar o dia a dia de trabalhos de perto”, disse.

Formação

Até o fim desta semana, 21 monitores passarão pelo módulo 1 e módulo Rede de Projetos da capacitação. A formação busca garantir a qualificação necessária para o bom atendimento aos usuários, ampliando as competências funcionais e comportamentais dos monitores. Por meio do treinamento, eles ganham condições de exercer seus papéis e funções com segurança. Além disso, aprendem que o posto pode ser um meio de promover ações e projetos que beneficiam a comunidade. Nessa edição todos os participantes são de cidades do interior do estado.

 

 

 


1 comentário

Fernando Gonçalves · 22/03/2013 às 13:21

São Vicente SP tem duas Salas Acessa SP.

Que oferecem precário acesso à INTERNET.

Seus Monitores não entendem e não vivenciam

a Rede de Projetos Sociais do Programa.

Situações assim não existiriam se o “Convênio”

fosse redigido com critérios definidos de sustentação

social, econômica e ecológica dos telecentros Acessa SP !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *