Três projetos do programa Acessa SP receberam o troféu da 9ª edição do Prêmio Mário Covas, em solenidade realizada nesta segunda-feira (27)  na Sala São Paulo, na capital paulista.

O evento, realizado pela Secretaria de Gestão Pública do Estado de São Paulo, premiou 21 iniciativas que visam otimizar e aprimorar a qualidade dos serviços públicos.

Homenageados com o gerente do Acessa SP, Emilio Bizon, Coordenadora da Escola do Futuro da USP, Drica Guzzi e parceiros do programa

O projeto “Onde Está a Acessibilidade Digital Brasileira?”, do posto do Acessa de  Sorocaba, foi um dos dois vencedores da Categoria Cidadania em Rede. A categoria destaca as ações realizadas por usuários dos centros gratuitos de inclusão digital no Estado de São Paulo e teve 9 finalistas.

“É um sentimento amplo de poder contribuir com a sociedade. Como funcionário público, vejo como uma retribuição; uma oportunidade de devolver ao povo parte do que nos proporciona. A ideia é ampliar o projeto e fazer com que ele chegue a todos os postos do Acessa SP, para que cada vez mais usuários sejam beneficiados com a ferramenta”, resume o vencedor de Sorocaba, Hudson Augusto Lima, voluntário e autor do projeto.

O segundo vencedor desta categoria foi o projeto “Monitor Virtual”, do posto do Acessa SP de Ribeirão Grande. A iniciativa também levou o prêmio destaque “Excelência do Gasto Público”.

Segundo o monitor e autor, Edil Queiroz de Araújo, a premiação representou um grande reconhecimento. “O projeto é desenvolvido há seis anos. Esta foi a segunda vez que participamos, o prêmio representa uma vitória por todo o esforço”, disse.

Edil afirma que os usuários podem esperar novidades para o projeto. “Em breve um protótipo possibilitará trabalhar de forma sincronizada com o cadastro online do Programa Acessa SP”, explica.

Além de conquistar os prêmios principais, o Acessa São Paulo também ficou com a menção honrosa da categoria: o projeto“Digital Mente”, do posto do Acessa SP de Macatuba. Para o responsável, Nelson José Barbosa, o prêmio viabilizará o fortalecimento de novas parcerias. “Nos sentimos valorizados e acreditamos que o prêmio vai agregar parcerias para fortalecer o projeto. Quem ganha com isso é a cidade que passa a ter um reconhecimento maior pelo programa e incentivar que novos projetos sejam criados”, destaca.

O projeto Digital Mente, que representa a união da informática com outras áreas do conhecimento como a psicologia, não para por aí. “Vamos  reformular o projeto e buscar mais recursos para que ele esteja cada vez mais presente na vida das pessoas”, finaliza o monitor.

 

 

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *