Em Marabá Paulista, a monitora Elizângela Aparecida de Souza entendeu que inclusão digital é mais do que ensinar as pessoas a utilizarem um computador: é trazer toda e qualquer minoria social no direito a aprendizagem. Percebendo a exclusão entre as pessoas portadoras de deficiência auditiva ou visual, Elizângela resolveu modificar esse quadro e criou um incrível projeto, que é um dos finalistas do Prêmio Acessa SP 2013. Vamos conhecê-lo?

Título: Vivendo, Vendo e Ouvindo

Objetivo: Inclusão digital de pessoas portadoras de deficiência auditiva e visual.

Em funcionamento desde: março de 2009.

Usuários beneficiados: 15

Mais detalhes: Através de softwares específicos para trabalhar com cada limitação, o projeto tem como principal objetivo trazer conhecimentos a um público erroneamente excluído. Com aulas duas vezes por semana, o programa aborda diversos temas como alfabetização básica, pintura, informática, navegação na internet e rede sociais. O ensino é realizado com a infraestrutura do Acessa SP e a utilização de material didático específico para o público como livros e revistas. Sua recepção foi tão positiva que hoje auxilia também, além dos portadores de deficiência, pessoas com dificuldade em aprender.

Alunas do projeto Vivendo, Vendo e Ouvindo em aula de Educação Ambiental

 

“É uma imensa alegria estar entre os finalistas do Prêmio Acessa SP. Os alunos do projeto estão super felizes, pois essa já é uma grande conquista a todos nós.”

— Elizângela Aparecida de Souza

Parabéns pela iniciativa Elizângela! E boa sorte na grande final do Prêmio Acessa SP!

 Este post faz parte de uma série sobre os vinte finalistas do Prêmio Acessa SP, categoria Rede de Projetos. Acompanhe diariamente aqui no blog do Acessa um pouco mais sobre cada um dos finalistas e prepare-se para a grande premiação, dia 9 de outubro, no Memorial da América Latina, na capital.

Compartilhe!

4 comentários para A regra é viver e aprender no posto de Marabá Paulista

  1. [...] e Revendedoras Online, de Agudos, desenvolvido pela monitora Rosana Cristina dos Santos; o projeto Vivendo, Vendo e Ouvindo, de Maraba Paulista, da monitora Elizângela Aparecida de Souza; e o projeto RGM – Ribeirão [...]

  2. [...] lugar na categoria Rede de Projetos pela iniciativa “Vivendo, Vendo e Ouvindo”, Elizângela Aparecida de Souza não se contentou com apenas um troféu. Representando o [...]

  3. [...] colocada foi Elizângela Aparecida de Souza, de Marabá Paulista – Centro, com o projeto Vivendo, Vendo e Ouvindo. Em terceiro lugar ficou Edil Queiroz De Araujo, Ribeirão Grande, com o projeto RGM (Ribeirão [...]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *