Eu me lembro da infância, das cabaninhas de criança, daquela famosa fase onde nosso maior medo era do escuro. Na casa da vovó, todos nós, os primos, nos reuníamos no esconderijo feito de cadeiras e lençóis e contávamos histórias assombradas sob a luz de uma lanterna. A cada suspiro, um medo a mais de estar ali, mas a vontade de saber o final de cada aventura nos impedia até de piscar os olhos. Apesar dos contos horripilantes, nos divertíamos muito e chegávamos a gritar em coro. ‘Vida, vida, vida…’ É como diz a abertura de uma novela, é essa trajetória que sonhei e realizei”.

 

Felipe Nascimento Costa,  Cosmorama – SP.

Este texto faz parte da seção Eu me Lembro, destinada a depoimentos dos usuários do Acessa São Paulo. Quer participar também? Envie sua história para a gente

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *