Um projeto piloto, implantado recentemente em Espírito Santo do Pinhal, município paulista localizado na região de Campinas, tem motivado alunos de três escolas da rede municipal.

A ação consiste na aplicação de conteúdos educacionais exclusivos, que abrangem diversas disciplinas por meio do uso das tecnologias digitais, exploradas em jogos, revistas científicas e softwares interativos.

Alunos durante oficina especial para edição de vídeos, imagens e animações

O Acessa SP, programa de inclusão digital do Governo do Estado, gerenciado pela Secretaria de Gestão Pública, têm atuado como um dos principais parceiros do projeto. “Trata-se de um projeto ainda piloto, mas que tem demonstrado resultados satisfatórios. A aprovação de educadores e alunos, associada ao bom desempenho deles, serão essenciais para a permanência e para a réplica do projeto a outros municípios do Estado”, explica o superintendente do Programa, Emilio Bizon Neto.

Aprendizado e diversão

Na última semana, para impulsionar ainda mais o entusiasmo das crianças, uma equipe da Escola do Futuro da USP, parceira institucional do Acessa SP, esteve no município trabalhando parte dos conteúdos abordados nas oficinas do Programa. “Após conhecer os projetos que estão sendo colocados em prática, apresentamos para professores e alunos algumas ferramentas fáceis de manusear e capazes de gerar resultados surpreendentes”, explica o coordenador do projeto Acessa SP pela Escola do Futuro, Adilson Virno.

Tecnologias digitais entusiasmam alunos de escolas municipais de Espírito Santo do Pinhal

Para o desenvolvimento das oficinas e facilitar as atividades propostas, tablets e smartphones foram disponibilizados pelo Programa, com a escolha e uso de aplicativos gratuitos. “Utilizamos apps relacionados ao tratamento de fotos, animação e edição de vídeos. Optamos por estes aplicativos pois relacionam-se diretamente com as propostas em desenvolvimento pelos grupos, formados por professores e alunos. Estas ferramentas auxiliarão no incremento e apresentação destes projetos”, ressalta Virno. 

Cerca de 75 alunos participaram das oficinas. No total são quase 400 crianças de 4º e 5º anos envolvidos. “Neste primeiro momento foram selecionadas algumas crianças, que atuarão como representantes das turmas e multiplicadoras do aprendizado para os demais alunos”, explica a coordenadora de Educação, Angélica Bordigone. 

Professores e alunos aprovaram o conteúdo transmitido. “Foi excelente, motivou e entusiasmou todos nós. Teve aluno que até já baixou os aplicativos no celular. Temos certeza que grandes ideias virão a partir destes novos recursos”, disse a professora Rita de Cássia Toniette.

O projeto

Os experimentos fazem parte do Projeto Pinhal Educa, uma iniciativa do Instituto Ciência Hoje, que tem como parceiros o Acessa SP e a prefeitura municipal de Pinhal. 

A ação disponibiliza conteúdos digitais dedicados à educação para estudantes, educadores e famílias, por meio do uso da internet de alta velocidade nas escolas, além da atualização do parque tecnológico da educação municipal e formação continuada de professores.

Os novos conteúdos estão sendo articulados às disciplinas da Língua Portuguesa, Matemática e Ciências, o que amplia as possibilidades de ensino e aprendizagem dentro e fora da sala de aula.

Para saber mais, acesse:  

Pinhal Educa

Rede de Projetos

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *