A metodologia será apresentada durante os Encontros Regionais de 2015

Você já parou pra pensar em quantas vezes se esbarra em um problema ou situação que parece não ter solução? Já pensou em realizar um projeto e colocar ideias em prática, mas ainda não sabe como e nem por onde começar? Estas e outras respostas relacionadas a determinados contextos, podem ser respondidas através do Design Thinking, ferramenta utilizada para identificar problemas e gerar soluções principalmente para questões sociais.

Para falar sobre o assunto, convidamos o consultor em Design de Serviços, Reinaldo Campos, formado em publicidade pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (USP), mestre em Marketing de Serviços pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e especialista em Design Thinking. Reinaldo, que gosta de pessoas, preza as relações humanas e acima de tudo, acredita em um mundo em que as pessoas se coloquem mais no lugar das outras será um dos nossos palestrantes no Encontro Regional de Botucatu.

design_thinking

Reinaldo Campos é publicitário, mestre em marketing e especialista em Design Thinking

De que forma você acredita que o Design Thinking pode ajudar os participantes durante o Encontro Regional?

R. O Design Thinking – termo usado assim mesmo, em inglês, sem tradução – é uma abordagem muito poderosa que pode ser aplicada em literalmente qualquer área do conhecimento. Ela nos ajuda a resolver problemas complexos de forma colaborativa, ou seja, se utiliza da inteligência gerada pelo grupo para a construção de soluções inovadoras. Sendo assim, passaremos algumas horas juntos conhecendo o funcionamento do Design Thinking e experimentando, na prática, como solucionar alguns dos principais desafios vividos hoje em dia pelos participantes do Acessa São Paulo.

Como pretende trabalhar o assunto durante os Encontros Regionais?

R. Faremos uma oficina de aproximadamente 3 horas e meia onde serão apresentados não só os conceitos básicos do Design Thinking, mas também teremos a oportunidade de praticar todas as suas etapas ali mesmo, usando o contexto de trabalho dos participantes da oficina para experimentação do que for apresentado.

O que os participantes podem esperar da oficina?

R. Uma oportunidade para troca de conhecimentos e experiências diferentes, com momentos intercalando conceitos com muita mão na massa – e também diversão! Todos participantes sairão da oficina com informações básicas a respeito de como o Design Thinking (ou Design Centrado no Ser Humano, como também é conhecido), funciona.

Na sua opinião, quais os impactos que o método traz para o desenvolvimento local e para a sociedade como um todo?

R. O Design Thinking se baseia em três pilares: empatia, colaboração e experimentação. Um dos principais benefícios que a utilização do Design Thinking traz é o empoderamento coletivo para a solução de desafios de forma inovadora, a partir do entendimento profundo das necessidades do ser humano. O interessante é que, uma vez assimilada a forma de utilização da abordagem, não é necessária a presença de um técnico ou de um especialista para o logro das atividades. Qualquer pessoa pode formar um grupo e desenvolver um trabalho para a resolução de um problema ou desafio dentro do seu contexto familiar, educacional ou profissional.  Importante notar, que quanto mais variado o perfil dos participantes, mais ricas e poderosas serão as respostas ali geradas.

C. Qual será o ponto de partida?

Como ponto de partida, os integrantes podem eleger os desafios com os quais desejam trabalhar como, por exemplo, “Como podemos aumentar a participação do público da terceira idade em nossas oficinas?” ou então, “Como podemos incentivar a inscrição de projetos locais para a transformação da educação?” e assim por diante. Ao invés de depender de recursos ou condições externas, a criatividade e a inteligência coletiva estimuladas pelo Design Thinking facilitam a experimentação de soluções que podem impulsionar o desenvolvimento de comunidades, escolas, bairros e a sociedade em geral.

Compartilhe!

3 comentários para Design Thinking: Colaboração e criatividade!

  1. Este centro é muito bom, obrigado, salva a ressalva que fiz, obrigado

  2. Por favor verifiquem, sou um usuário e prestador de serviços de manutenção elétrica e eletrônica, e uso o computador para desenvolver também o meu trabalho

  3. Ótima ferramenta, mas o tempo destinado para uso é pequeno e não dá para concluir a compreensão adequada.

    Peço também para o funcionamentos em tempo real maior, inclusive nos fins de semana e feriados, pois não tenho computador e aprendo aqui nos computadores do acessa, que na minha opinião são ótimos mas precisamos de mais tempo de uso pois a propia regularidade de horário neste centro é comprometida pela própia pessoa da tarde que restringe o temjpo de abertura deste centro de acordo com horário que ela impões, não conclluindo o tempo real de uso até as dezoito horas no período da tarde, por favor averiguem isto só para ver, pois normalmente para as 17h 15 minitos ou mais cedo quando ela tem alguma coisa para fazer e sai mais cedo. Meu nome é Marco Antônio Garcia de Aguiar, Guaratinguetá, usuário na Biblioteca do Centro da Cidade, Pça Condessa de Frontin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *